Nuno Lobo diz que detenções «não lesam imagem» do FC Porto
Nuno Lobo será candidato à presidência dos dragões (ASF/HELENA VALENTE)

Nuno Lobo diz que detenções «não lesam imagem» do FC Porto

NACIONAL31.01.202418:34

PSP apreendeu droga, uma arma de fogo, milhares de euros, três automóveis e mais de 100 bilhetes durante uma operação que envolve o líder dos Super Dragões, Fernando Madureira

Nuno Lobo, candidato às próximas eleições do FC Porto, mostrou-se «incrédulo» com o «timing» das detenções que ocorreram, esta quarta-feira, a vários elementos dos Super Dragões.

«Não entendo como é que alguém é detido por aquilo que se passou na Assembleia Geral. Nestas situações penso que são feitas notificações para a pessoa se apresentar e prestar declarações. Agora, esta detenção é muito estranha e mais estranho é quando estamos num período eleitoral de muita importância para a vida do FC Porto e acontecem estas situações todas», disse Nuno Lobo, em declarações à Bola Branca, da Rádio Renascença.

O candidato às eleições presidenciais acredita que as detenções e buscas «não lesam a imagem do FC Porto».

«A imagem do FC Porto ficou bem patente na segunda Assembleia Geral que tivemos. A imagem do foco do FC Porto, dos seus adeptos e das suas claques está bem patente em todos os estádios onde estes se deslocam e onde não há um único distúrbio».

A Procuradoria-Geral Distrital do Porto comunicou que foram detidas 12 pessoas, entre elas Fernando Madureira, líder dos Super Dragões, nesta operação.

Entre os detidos estão também outros elementos da claque dos Super Dragões, a mulher de Fernando Madureira, Sandra Madureira, e Vítor Catão, adepto do FC Porto e antigo presidente do São Pedro da Cova.

A PSP apreendeu droga, uma arma de fogo, milhares de euros, três automóveis e mais de 100 bilhetes durante a operação no Grande Porto que culminou com 12 detenções, incluindo a do líder dos Super Dragões, Fernando Madureira.