Messi e a tensão com Lewandowski no Mundial: «Foi um mal-entendido»
Lewandowski e Messi (Imago)

Messi e a tensão com Lewandowski no Mundial: «Foi um mal-entendido»

INTERNACIONAL01.12.202321:23

Argentino explica porque não cumprimentou o avançado no jogo entre a Argentina e a Polónia; e ainda recorda os gestos no jogo com os Países Baixos

No jogo Argentina-Polónia para a fase de grupos do Mundial de 2022, houve um momento de tensão entre Lionel Messi e Robert Lewandowski, em que o argentino se recusou a cumprimentar o polaco após ele lhe ter feito falta. Um ano depois, Messi explica que a razão dessa recusa remonta aos comentários de Lewandowski sobre o ex-PSG, em 2021.

No ano anterior, o ex-Bayern devia ter vencido a Bola de Ouro, mas a cerimónia foi cancelada devido à pandemia. Leo venceu o prémio seguinte e no seu discurso de vencedor referiu que o Lewandowski, que ficou em segundo lugar, merecia ter vencido a Bola de Ouro no ano passado. Mais tarde, o jogador do Barcelona «criticou» as palavras de Messi, que pensava não serem genuínas, isto porque o argentino não tinha votado nele para o prémio The Best desse ano.

«As declarações de Lewandowski chatearam-me, porque quando ganhei a Bola de Ouro, eu disse o que sentia, mas para ele falar daquela forma, chateou-me. Ignorei-o durante o jogo porque estava irritado e pensava que ele não devia ter dito aquilo. Se tentei deliberadamente driblá-lo porque era ele? Sim.», explicou Messi.

Após o Mundial 2022, competição que a Argentina venceu, os dois jogadores reconciliaram-se e entenderam que tudo apenas se tratava de um mal-entendido: «Depois disso conversamos e concordamos que foi apenas um mal-entendido. Ele estava chateado porque o que ele disse não era o que apareceu na internet. Depois ele foi para o Barcelona e falamos sobre muitas coisas sobre o clube, a cidade e tudo.»

O jogador do Inter Miami ainda falou sobre a polémica com os Países Baixos, jogo dos quartos de final, e explicou que não tolera alguns tipos de comportamentos. «O assunto contra os Países Baixos foi muito semelhante ao que aconteceu com Lewandowski. Chateia-me quando as pessoas falam fora do campo e desrespeitam o adversário. Antes do jogo, eu não tentei irritar o Van Gaal, eu não o desrespeitei, nunca fiz isso, e não gosto que façam isso comigo. Eu acho que o Van Gaal fez isso com intenção e o guarda-redes deles também falou comigo antes do jogo. Eu não gosto dessas coisas. Eu nunca fui assim. Dentro de campo, um milhão de coisas podem acontecer, mas têm de ficar dentro do campo».