Fernando Diniz: das vaias aos aplausos da noite para o dia
Fernando Diniz comanda o Fluminense e a seleção brasileira (Foto: IMAGO)

Fernando Diniz: das vaias aos aplausos da noite para o dia

Depois de ter sido assobiado pela derrota da seleção brasileira com a Argentina, Fernando Diniz voltou ao Maracanã e recebeu o carinho dos adeptos do Fluminense

Fernando Diniz foi do inferno ao céu no espaço de 24 horas: enquanto selecionador brasileiro foi assobiado após o deslize da canarinha frente à Argentina, enquanto técnico do Fluminense foi aplaudido antes do duelo com o São Paulo.

Depois de na madrugada de quarta-feira ter sido brindado com o descontentamento dos adeptos brasileiros no jogo de apuramento para o Mundial devido à derrota no Maracanã, na última madrugada recebeu o carinho da torcida tricolor, sendo o mais ovacionado antes da partida do Brasileirão, que terminou com uma vitória do Flu.

De mal a pior: Brasil nunca tinha perdido em casa nas qualificações

22 novembro 2023, 11:35

De mal a pior: Brasil nunca tinha perdido em casa nas qualificações

Pesadelo sem fim no Maracanã: após 64 jogos em eliminatórias para Campeonatos do Mundo, o Brasil caiu ao 65.º e logo frente à eterna rival Argentina, de Di María e de Otamendi, autor do golo histórico no Rio de Janeiro; ‘canarinha’ está em 6.º, no limite da queda em zona de play-off…

Sobre o misto de sensações, Fernando Diniz disse ser normal no futebol. «Sofri a vida inteira como jogador para lidar com essas coisas. São situações muito diferentes», sublinhou.

«A minha relação com o Fluminense sempre foi boa. Vivo um momento de apogeu, de glória, pela conquista da Libertadores, título inédito para o clube. Só aumenta a conexão que tenho com os adeptos. Em relação às vaias no jogo de ontem, entendo completamente. Sempre soube aceitar, estou no cargo e não há surpresa. Embora a equipa tenha jogado bem ontem e merecido uma sorte melhor. É tentar melhorar tanto aqui quanto lá», acrescentou.