FC Porto: oito dias frenéticos e três jogos longe do Dragão
Sérgio Conceição dá orientações aos jogadores. (Foto: IMAGO)

FC Porto: oito dias frenéticos e três jogos longe do Dragão

NACIONAL26.11.202317:20

Barcelona assinala primeiro duelo fora dos azuis e brancos, que depois da partida da Champions jogam em Famalicão e defrontam o Estoril, no Estádio António Coimbra da Mota

O foco do FC Porto está totalmente virado para a Champions e para o duelo de terça-feira com o Barcelona, no Estádio Olímpico Lluís Companys. A título de curiosidade, a deslocação a Barcelona assinala o primeiro de três jogos fora do FC Porto. Segue-se o Famalicão na Liga, a 2 de dezembro, e o Estoril, no Estádio António Coimbra da Mota, na estreia dos azuis e brancos no grupo D da Taça da Liga. Os canarinhos lideram a classificação, com 3 pontos, fruto da vitória por 1-2 no terreno do Leixões, a 27 de setembro passado.

São oito dias frenéticos em três competições diferentes, antes do reencontro da equipa de Sérgio Conceição com o seu público, dia 9 de dezembro, na receção ao Casa Pia, para a 13.ª jornada do campeonato – que antecede o duelo com o Shakhtar Donetsk, disputado três dias depois e o clássico frente ao Sporting, a 18 de dezembro, cartaz principal da 14.ª ronda da Liga.

Fora de casa o FC Porto não se tem dado mal. Tirando a derrota contra o Benfica, por 1-0, na 7.ª jornada do campeonato, o conjunto de Sérgio Conceição venceu os restante oito jogos na condição de forasteiro, e vem de sequência de quatro triunfos consecutivos, frente ao Vilar de Perdizes (0-2), Antuérpia (1-4), Vizela (0-2) e V. Guimarães (1-2). Em nove desafios fora do Dragão marcou 18 golos e sofreu seis.

Por causa das obras no Camp Nou, o Barcelona tem atuado no Estádio Olímpico, que no passado foi também casa emprestada do Espanhol até à conclusão do recinto do vizinho catalão, o que, em teoria, é uma boa notícia para o FC Porto. Sucede que o Barça não sentiu um impacto negativo da mudança provisória de casa e esta época ganhou todos os jogos à exceção de um. E não foi uma partida qualquer: aconteceu perante o rival Real Madrid, uma derrota por 1-2, com dois golos da estrela inglesa Jude Bellingham. Até ao momento, o Barcelona soma duas vitórias no Olímpico para a Liga dos Campeões. Esmagou por 5-0 o Antuérpia e ganhou 2-1 ao Shakhtar, adversário ucraniano que de forma surpreendente bateu os culés por 1-0, em Hamburgo, na 4.ª jornada da prova milionária. Um resultado que permitiu ao FC Porto igualar os 9 pontos do Barcelona no grupo H, apimentando ainda mais o duelo ibérico.

Até ao momento, os azuis e brancos arrecadaram 50,1 milhões de euros na Liga dos Campeões, 8 milhões menos que o Barcelona, porque os catalães receberam quantia mais elevada em virtude do ranking a 10 anos que ocupam na UEFA – só neste item tiveram um encaixe de 34,1 milhões de euros, contra os 26,1 milhões do FC Porto. Já agora, para completar a informação, o ranking do Shakhtar valeu-lhe 21,6 milhões de euros e do Antuérpia apenas 1,1 milhões de euros. Pelo prémio de participação cada uma das equipas recebeu 15,6 milhões de euros.