Ex-FC Porto relata pânico no voo da Gâmbia para o CAN: «Calor desumano e falta de oxigénio»
Saidy Janko ao serviço da Gâmbia em jogo frente aos Camarões (IMAGO / Sebastian Frej)

Ex-FC Porto relata pânico no voo da Gâmbia para o CAN: «Calor desumano e falta de oxigénio»

INTERNACIONAL11.01.202416:26

Avião que transportava a comitiva até à Costa do Marfim, que recebe a prova, teve de regressar a Banjul

Saidy Janko, lateral-direito que passou pelo FC Porto e representa atualmente o Young Boys, adversário do Sporting na Liga Europa, deixou, nas redes sociais, o relato do pânico vivido no voo da Gâmbia para o Campeonato Africano das Nações (CAN), que se vai disputar na Costa do Marfim a partir de sábado.

«Inaceitável. Depois de 32 horas de viagem da Arábia Saudita para a Gâmbia com longas escalas em Istambul e Casablanca, era suposto voarmos para a Costa do Marfim. Assim que entrámos no pequeno avião que foi fretado para nos transportar, percebemos o calor imenso na cabine que nos deixava a suar. A tripulação garantiu-nos que o ar condicionado ligaria assim que estivéssemos no céu», pode ler-se, no Instagram.

«O calor desumano misturado com a falta de oxigénio deixou muitas pessoas com fortes dores de cabeça e tonturas extremas. Além disso, as pessoas começaram a adormecer profundamente, minutos após entrarem na aeronave. Ainda no ar, a situação piorou, deixando o piloto sem outra opção a não ser iniciar uma aterragem de emergência no aeroporto de Banjul nove minutos após a descolagem. O que aconteceu com sucesso», prosseguiu.

Saidy Janko com a camisola do Young Boys (IMAGO / Picture Point LE)

«Se não fosse isso, as consequências poderiam ter sido muito piores, sabendo o que poderia ter acontecido se ficássemos expostos à situação por mais tempo, num avião, sem oxigénio... Estamos gratos por todos se sentirem bem, mas esta é uma situação que tem de ser abordada antes do CAN. Isto é inaceitável e tem de acabar imediatamente», concluiu.

A Gâmbia estreia-se no CAN a 15 de janeiro, frente ao Senegal. Guiné Conacri e Camarões completam o grupo C.