«É a vitória mais amarga da minha carreira», diz o selecionador espanhol
Foto IMAGO/ZUMA Wire

«É a vitória mais amarga da minha carreira», diz o selecionador espanhol

INTERNACIONAL19.11.202323:29

Espanha venceu Geórgia por 3-1, mas Gavi lesionou-se com gravidade ainda na primeira parte

Em conferência de imprensa após o encontro frente à Geórgia, o selecionador espanhol descreveu a vitória como «a mais amarga da carreira», devido à lesão grave que Gavi sofreu ainda no primeiro tempo, e que o fará parar por seis a oito meses.

«Estamos devastados. No balneário, é como se tivéssemos perdido», confessou Luis de la Fuente. «Vamos esperar pelos testes para confirmar a gravidade da lesão. O Gavi agora tem de estar calmo. Que seja o menos grave possível», acrescentou.

O selecionador espanhol falou também daquilo que sente o atleta do Barcelona. «O Gavi está despedaçado. Nunca pensou que isto lhe pudesse acontecer. Pensamos que somos invencíveis, mas a vida mostra-nos o quão frágeis somos realmente. Ele está triste e magoado. O futebol é arriscado, tem este lado feio. É incontrolável e eu lamento pelo jogador».

Quanto ao jogo propriamente dito, o treinador mostrou-se satisfeito. «Não fomos tão brilhantes como na Geórgia, estamos satisfeitos porque cumprimos o plano que tínhamos preparado». Sobre a sua renovação, de la Fuente disse que «agora é hora de descansar». «Haverá muito tempo para se pensar nisso mais tarde», acrescentou.