Destaques do E. Amadora: Flechas apontadas conduziram ao sucesso
Os jogadores Kikas, Léo Jabá, Ronald (da esquerda para a direita), com Erivaldo Almeida (atrás), do Estrela da Amadora, celebram a obtenção de um golo pela Liga de futebol. Foto: Maciej Rogowski/Imago.

Destaques do E. Amadora: Flechas apontadas conduziram ao sucesso

NACIONAL10.12.202319:31

Tricolores sobrepuseram-se ao Boavista muito graças à ação dos seus atacantes, Ronald, Léo Jabá e Kikas, que entrou ao intervalo para revolucionar o ataque e marcar grande golo

Melhor em campo: Kikas (7)

Foi a peça que faltava a um ataque que já ensaiava boas situações com Ronald e Léo Jabá, mas no qual faltava alguma intencionalidade. E o avançado português trouxe-a, revolucionando para melhor o ataque estrelista com uma pressão voraz, bom ataque ao espaço e um grande golo que fechou o triunfo dos tricolores.

Um mês depois e ainda com oito dos seus jogadores indisponíveis por lesão, o Estrela da Amadora regressou às vitórias e para tal muito contribuíram as duas setas que tinha apontadas à baliza adversária.

Léo Jabá, pela esquerda, e Ronald, pela direita, criaram grande parte dos desequilíbrios causados pelos tricolores e desposicionaram a remendada defesa do Boavista, formando sociedade perfeita no primeiro golo da partida - Ronald assistiu e Jabá atirou, de primeira e ainda de fora da área, para um verdadeiro golaço.

Um tento conseguido já com Kikas em campo, que rendeu ao intervalo o mais apagado André Luiz e melhorou a produção do Estrela não viveu apenas dos seus avançados, tendo tido em Jean Felipe um dínamo pela ala direita, que enfrentou o veloz e irrequieto Bruno Onyemaechi, venceu grande parte dos duelos e ainda bateu o canto que resultou no 2-1

No meio-campo, Léo Cordeiro associou a sua capacidade física, que o levou a enfrentar sem temores os duelos com o trio de médios boavisteiros, a muito critério e qualidade com bola. Nota ainda para as entradas de Régis, agitador que ainda foi a tempo de cruzar para o terceiro e último golo dos amadorenses, e Ronaldo Tavares, após lesão, no qual o possante avançado mostrou vontade e a garantia de que em breve reclamará o lugar de referência ofensiva que lhe pertencia até à paragem forçada.

As notas dos jogadores do Estrela da Amadora: Wagner Dida (6), Hevertton (5), Kialonda Gaspar (6), Erivaldo Almeida (6), Jean Felipe (6), Léo Cordeiro (6), Vitó (5), João Reis (5), Ronald (7), Léo Jabá (7), André Luiz (4), Kikas (7), Régis (6), Manuel Keliano (5), Ronaldo Tavares (5) e Nkanyiso Shinga (5)