Portimonense-Sporting: Muito mais a perder do que a ganhar
Rúben Amorim IMAGO

Antevisão Portimonense-Sporting: Muito mais a perder do que a ganhar

NACIONAL30.12.202308:00

Leões enfrentam equipa fragilizada, mas têm a pressão de manter a liderança

Leu bem: O Portimonense-Sporting é um jogo que o Sporting tem mais a perder do que ganhar, foi o próprio Rúben Amorim que o disse em antevisão ao último jogo de 2023. É fácil de perceber, uma vez que os algarvios só perderam os jogos grandes e sofrem muitos golos. Na receção aos leões, não há nada a perder!

Quem tem a faca e o queijo na mão é, ainda assim, o Sporting, claramente motivado e com responsabilidade na conquista dos três pontos, ainda mais depois dos triunfos de Benfica e FC Porto.

O encontro tem pontapé de saída às 20h30 no Estádio Municipal de Portimão e vai ser arbitrado por Manuel Oliveira, assistido por Carlos Campos e Hugo Santos. O 4.º árbitro será Márcio Torres e no VAR estarão Artur Soares Dias e Pedro RIbeiro.

Polos opostos

Enfrentam-se duas equipas em momentos divergentes. O Sporting só tem motivos para sorrir no pódio do campeonato, ao contrário do Portimonense, que sofre muitos golos e continua com bastantes indefinições na forma de jogar.

 Rúben Amorim até reconheceu em conferência de imprensa que uma das dificuldades é tentar decifrar qual o sistema tático dos algarvios: ou três defesas ou uma linha de quatro.

Nas estatísticas, o favoritismo também se entrega ao Sporting, mas vamos a dados mais concretos: Em 23 jogos na casa do Portimonense, 12 triunfos dos leões em contraste com seis dos algarvios. Nota ainda para cinco empates. O último triunfo da equipa de Portimão foi um 4-2 ao Sporting em 2018/19, na altura era António Folha frente a José Peseiro e agora é Paulo Sérgio diante Rúben Amorim. Dos leões só resta Coates, que não vai a jogo.

Bragança de regresso

Boas notícias para o Sporting advém do regresso de Daniel Bragança. O jovem médio estava em dúvida e tinha falhado a semana de trabalho devido a síndrome gripal, mas realizou o último treino e está apto. Dores de cabeça vêm com a ausência de Hjulmand e Inácio (castigo), que se juntam a Coates, Fresneda e St. Juste, a recuperarem de lesão.

O momento de forma também é digno da posição que o Sporting ocupa. Três vitórias consecutivas, apesar de o último desaire não ter sido há muito tempo (curiosamente na última deslocação, a Guimarães). A equipa de Rúben Amorim redimiu-se - e de que maneira - no clássico com o FC Porto, num triunfo por 2-0. No passado mais recente fica também o 2-1 em Tondela que qualificou os leões para a final-four da Taça da Liga.

Sistema tático: 3x4x3

Equipa provável: Adán; Luís Neto, Diomande e Gonçalo Inácio; Esgaio, Morita, Pedro Gonçalves e Nuno Santos; Edwards, Gyokeres e Paulinho

Treinador: Rúben Amorim

«Será um jogo difícil, não sabemos muito bem o que vamos encontrar. Há duas semanas atrás jogou com três centrais, depois quatro defesas...»

Ausências: Coates, Fresneda e St. Juste (lesão), Gonçalo Inácio e Hjulmand (castigo)

Jogador a ter em conta

Gyokeres brilhou no clássico com o FC Porto (IMAGO)

Gyokeres - O inevitável. Mesmo não tendo jogado frente ao Tondela, na retina fica a exibição frente ao FC Porto e o arranque de época sensacional. A carta de visita para Portimão: 17 golos em 20 jogos.

32 golos sofridos é para contrariar

A carta de apresentação do Portimonense não é nada famosa. São 32 golos sofridos até ao momento - entre as piores defesas do campeonato - mas um desejo de aproveitar o jogo grande para reagir.

A última vitória foi ainda em Novembro, na receção ao Chaves. O último confronto resultou numa goleada por 5-2 sofrida diante o Moreirense. 

Sistema tático: 3x5x2

Equipa provável: Vinícius; Alemão, Pedrão e Relvas; Igor Formiga, Dener, Lucas Ventura, Carlinhos e Gonçalo Costa; Hélio Varela e Jasper

Treinador: Paulo Sérgio

«A qualidade do Sporting é top, provavelmente é a equipa que está mais forte neste momento na liga. E nós reconhecemos tudo isso. É o primeiro passo para nos prepararmos para a batalha»

Ausências: Midana Cassamá

Jogador a ter em conta

Hélio Varela, Portimonense. Foto: LUÍS FORRA/LUSA

Hélio Varela - É o segundo melhor marcador da equipa esta temporada, com quatro golos, apenas atrás de Carlinhos. Uma ameaça à baliza de Adán, moralizado pela convocatória para a CAN ao serviço de Angola.