Petit: «Boavista merece mais respeito»
Boavista perdeu em Vila do Conde (2-0) (Foto: IMAGO)

Petit: «Boavista merece mais respeito»

NACIONAL05.11.202321:06

Técnico dos axadrezados deixou críticas à equipa de arbitragem, em conferência de imprensa, após a derrota em Vila do Conde (2-0)

Em declarações na conferência de imprensa após a derrota do Boavista diante do Rio Ave (2-0), Petit mostra-se insatisfeito com a arbitragem de Cláudio Pereira: «Hoje houve momentos do jogo em que as decisões podiam ter sido diferentes. Havia um segundo amarelo ao Fábio Ronaldo que não foi mostrado. Penso que o golo do Tiago Morais não foi bem anulado. Podíamos ter entrado no jogo, mas não conseguimos. Era uma derrota que não estávamos à espera», sublinha.

O treinador das panteras continuou, dizendo: «O árbitro disse-me que o Tiago Morais estava em fora de jogo, mas a bola não ia para ele, ia para o Reisinho. Isto não é só de hoje, há pequenos pormenores que têm vindo a acontecer. Evito falar da arbitragem, porque eu erro e todos erram, mas queremos respeito pela instituição Boavista, que já foi campeã nacional e já venceu taças e Supertaças. No fim, disse-lhe para acelerar o jogo. Somos todos seres humanos, vivemos de resultados e tem de haver compreensão de toda a gente. Vejo muita coisa que acontece no futebol português e exigimos mais respeito pelo Boavista», frisa.

Sobre o desaire, Petit afirma que a equipa «não foi igual a si própria»: «Tivemos dificuldades em ligar por fora, e o Rio Ave aproveitou algumas perdas de bolas nossas, acabando por fazer golo num cruzamento. Na segunda parte, mais um erro e o segundo golo. Tentámos reagir, mas não conseguimos fazer», lamenta.

O Boavista não vence há cinco jogos para a Liga, e o líder das panteras lembra: «Sabíamos que ia ser uma época difícil. Não éramos os melhores quando ganhávamos, nem somos os piores quando perdemos. Sabemos as nossas limitações e estamos tristes pelo resultado. Temos de ter a capacidade de continuar a trabalhar. Quero dar uma palavra aos adeptos também, que marcaram presença aqui».