Os destaques do Arouca: Rafa Mújica, quem havia de ser?

Os destaques do Arouca: Rafa Mújica, quem havia de ser?

NACIONAL03.02.202419:10

O avançado espanhol marcou o 12.º golo no campeonato, na única ocasião que teve para finalizar

MELHOR EM CAMPO: RAFA MÚJICA (AROUCA) (7)

O artilheiro espanhol voltou a deixar a sua marca pelo terceiro jogo consecutivo. Se na 1.ª parte não teve grandes chances para finalizar, na 2.ª, na primeira vez que o deixaram à solta não perdoou, apareceu sem marcação para apontar pela 12.ª vez na liga. Se lhe dão espaço, o espanhol não perdoa…

AROUCA

Arruabarrena, sempre sereno, aplicou-se para desviar para canto um tiro de Rodrigo Martins (70), numa defesa que teve no central Matías Rocha cabeça para o segundo golo e com estreia de Robson Bambu, que ‘estragou’ a exibição – que até aí estava a ser certinha - no golo do Portimonense, deixando a bola passar para Ronie Carrillo finalizar. Pedro Santos e David Simão foram dois moiros de trabalho e varreram o miolo e nas alas Sylla, mais empreendedor depois do intervalo, e Jason esticaram a equipa arouquense. Este [Jason] esteve no segundo golo, ao bater o livre mal defendido por Nakamura. Cristo fez um trabalho fantástico no primeiro golo, ao tirar dois adversários do caminho para depois cruzar para o encosto do compatriota Rafa Mújica, na pequena área. Milovanov entrou ainda na 1.ª parte para o lugar do lesionado Tiago Esgaio e foi decisivo ao afastar em cima da linha de golo um desvio de Mvoué.

As notas dos jogadores do AroucaArruabarrena (6), Tiago Esgaio (5), Matías Rocha (6), Robson Bambu (5), Weverson Costa (5), Pedro Santos (6), David Simão (6), Morlaye Sylla (6), Jason Remeseiro (6), Cristo González (6), Rafa Mújica (7), Milovanov (6), Lawal (-), Busquets (-) e Puche (-)