Diretamente de Hogwarts para espalhar magia no Euro 2024
(IMAGO / SOPA Images)

CROMO DO EURO Diretamente de Hogwarts para espalhar magia no Euro 2024

INTERNACIONAL18.06.202407:00

Kerem Akturkoglu, ou 'Harry Potter' para os adeptos, vai fazer a sua estreia em grandes competições internacionais ao serviço da seleção da Turquia, adversária de Portugal

À primeira vista, o Grupo F do Euro 2024, do qual Portugal faz parte, parece bastante acessível. Além da seleção nacional, Chéquia, Geórgia e Turquia são as restantes seleções que compõem o grupo. Alguém desavisado poderia pensar que Portugal tem total condições de passar para a próxima fase, mas desengane-se quem pensa que será fácil.

Se a seleção nacional tem do seu lado Cristiano Ronaldo, seria preciso um nome de peso para fazer frente à magia de CR7. Com isso em vista, a Turquia precaveu-se e, já que o Euro pedia magia, fez questão de convocar, nada mais nada menos, que o próprio Harry Potter para ser a sua carta na manga.

O «rapaz que sobreviveu», não só sobreviveu como fez questão de se tornar jogador profissional de futebol (não, não é de quidditch) e usar o número 7 da seleção turca nas costas. Senhoras e senhores, com vocês Kerem Akturkoglu: o Harry Potter da Turquia.

Kerem Akturkoglu a celebrar um golo abanando uma varinha imaginária (IMAGO / Seskim Photo)

Por incrível que pareça, a nossa história não começa em Hogwarts, mas sim em Cocaeli, uma cidade da Turquia. Foi aí que Akturkoglu nasceu, em 1998. Com 15 anos, tentou a sorte no futebol no Golcukspor e no Hisareynspor, ambos clubes da sua terra natal sendo este último um clube amador.  

Aos 17, deixou a sua cidade e foi para Istambul, para as escolas do Basaksehir, onde terminou a sua formação até iniciar, em 2016/17, por empréstimo, a sua primeira aventura no futebol profisisonal, no Bodrumspor, da quarta divisão da Turquia.

Na época seguinte, depois de ajudar o Bodrumspor a subir de divisão, Akturkoglu voltou ao Basaksehir, apenas para ser vendido ao Karacabey Belediyespor e voltar a jogar na quarta divisão turca. Na época seguinte foi contratado pelo 24 Erzincanspor, também da quarta divisão.

Por esse escalão andou até completar 22 anos altura em que, em 2020, despertou o interesse do Galatasaray e, a custo zero, regressou a Istambul para jogar por um dos maiores clubes da Turquia. Fez a sua estreia oficial aos 90 minutos de um empate (1-1) contra o Kayserispor, a 23 de novembro de 2020.

A partir daí, Akturkoglu foi aproveitando as oportunidades que lhe eram dadas até se afirmar de vez no onze do Galatasaray. Já era preseça assídua nos categorias jovens da seleção turca, mas boas exibições valeram-lhe, em 27 de maio de 2021, a estreia pela seleção principal da Turquia, num amigável contra o Azerbaijão.

Nessa altura, não esqueceu as origens e aproveitou, durante a pausa internacional, para visitar o clube onde tudo começou: o Hisareynspor. O clube de Cocaeli até chegou a assinalar o momento nas suas redes sociais.

A alcunha de Harry Potter

Mas, afinal, porquê a alcunha de Harry Potter? Foi ao serviço do Galatasaray que os adeptos começaram a apelidar Kerem Akturkoglu desta forma. O avançado não tem nenhuma cicatriz em forma de raio na testa, mas, segundo o próprio, «tudo começou depois de aparecer com óculos no Instagram». As lentes redondas depressa fizeram com que os adeptos associassem Akturkoglu com o famoso personagem de ficção.

Kerem Akturkoglu com os óculos que lhe valeram a alcunha de Harry Potter (keremakturkoglu/Instagram)

«Os adeptos chamaram-me de Harry Potter e depois celebrei um golo abanando uma varinha imaginária e foi assim. Sou fã dos filmes e gosto da ideia de trazer isso para os relvados», acrescentou Akturkoglu. O que é certo, é que a alcunha pegou e não demorou até começarem a surgir artes que colocassem o jogador no mundo de Harry Potter.

Com 25 anos, Akturkoglu é descrito como um jogador enérgico (ainda que não leve a vassoura voadora para o relvado) que aterroriza os defesas pelo meio e pelos flancos. O Harry Potter já impressionou na Liga dos Campeões, pelo Galatasaray e agora, pela Turquia, espera-se que espalhe magia já no primeiro jogo contra a Geórgia, naquela que será a primeira grande competição internacional em que participa.

Este artigo partiu do perfil de Kerem Akturkoglu que A BOLA publicou no âmbito da Guardian Experts’ Network, uma rede de troca de conteúdos liderada pelo conceituado jornal inglês, e que inclui meios de comunicação social de vários países representados no torneio.