Vacina de Oxford tem eficácia de 70% em média

COVID-19 23-11-2020 09:12
Por Redação

A vacina desenvolvida pela Universidade de Oxford com a farmacêutica AstraZeneca revelou ter uma eficácia de 70% em média na prevenção da covid-19. O número parece mais baixo dos que os já anunciados pela Moderna e pela Pfizer, mas trata-se de uma média.

 

Estes são resultados provisórios dos ensaios clínicos desenvolvidos no Reino Unido e no Brasil e farmacêutica garante que a vacina é altamente eficaz na prevenção. A vacina mostrou uma eficácia de 90% quando foi administrada inicialmente em meia dose, seguida por uma dose completa com pelo menos um mês de intervalo.

 

Outro regime de dosagem mostrou uma eficácia de 62% quando administrada em duas doses completas com pelo menos um mês de intervalo.

 

A análise combinada de ambos os regimes de dosagem resulta então numa eficácia média de 70%.

 

Esta vacina é mais barata e fácil de armazenar  - podendo ser guardada em frigorífico  - com a farmacêutica a esperar produzir rapidamente até três mil milhões de doses em 2021, enquanto aguarda a aprovação regulamentar, um número acima das duas já anunciadas. 

 

«Estas descobertas mostram que temos uma vacina eficaz que salvará muitas vidas. Incrivelmente, descobrimos que um de nossos regimes de dosagem pode ser cerca de 90% eficaz e se este regime de dosagem for usado, mais pessoas poderiam ser vacinadas com o fornecimento planeado de vacina. O anúncio de hoje só é possível graças aos muitos voluntários do nosso teste e à equipa talentosa e trabalhadora de investigadores em todo o mundo», referiu Andrew Pollard, investigador-chefe do gabinete de testes.

Ler Mais

Últimas Notícias