Suplemento comprado nos EUA poderá ter dado o positivo a Pogba

Suplemento comprado nos EUA poderá ter dado o positivo a Pogba

INTERNACIONAL13.09.202310:11

A Juventus pode rescindir contrato com o jogador francês no caso da dopagem ser confirmada

O controlo positivo a testosterona no teste que Paul Pogba efetuou a 20 de agosto poderá dever-se à ingestão de um suplemento alimentar dietético adquirido pelo jogador nos Estados Unidos «a conselho de um médico amigo», refere o jornal Gazzetta dello Sport.

Nos EUA, as regras são diferentes em relação às substâncias consideradas dopantes, e do lado do jogador terá havido imprudência ao tomar um medicamento sem conhecer todas as suas componentes e riscos. 

O jogador da Juventus foi submetido a um teste antidoping no primeiro jogo da Serie A contra a Unidese, no qual não jogou nenhum minuto, testando positivo para vestígios de testosterona. 

Doping: Pogba com teste positivo

11 setembro 2023, 16:41

Doping: Pogba com teste positivo

Internacional francês acusou níveis de testosterona acima do legal após o jogo com a Udinese, e fica suspenso preventivamente.

Pogba foi de imediato suspenso pelo Tribunal Nacional Antidopagem, e a Juventus suspendeu-lhe também o ordenado, mas as consequências poderão ser mais graves. No dia em que foi conhecido o resultado do teste, a Juventus emitiu um comunicado em que se reservava «o direito de avaliar as próximas etapas processuais». 

Ainda de acordo com a Gazzetta, no caso de se confirmar a positividade na contra-análise, tal pode significar mesmo um divórcio, ou seja, uma rescisão de contrato – de momento o vínculo é válido até 2026, depois de ter regressado no verão passado. O jornal cita o advogado Guido Valori, especialista em direito desportivo: «Em todos os contratos há uma cláusula em virtude da qual, se um atleta testar positivo no controle antidoping, o contrato de trabalho pode ser automaticamente rescindido.»

De momento não será essa a intenção da Juventus, que vai esperar pelo decorrer do processo.