Estrela: decisão por Gaspar e Omurwa apenas na véspera do jogo
Kialonda Gaspar, do Estrela da Amadora, em disputa com Rafa, do Benfica. Foto: Atlantic Press.
Foto: IMAGO

Estrela: decisão por Gaspar e Omurwa apenas na véspera do jogo

NACIONAL13.09.202315:07

O Estrela da Amadora conseguiu antecipar o regresso de Kialonda Gaspar e Johstone Omurwa para ainda tentar a utilização de ambos perante o FC Porto, na sexta-feira, e a decisão apenas será tomada após o treino desta quinta-feira, no qual são aguardados.

Tal como A BOLA deu conta no início da semana, o Estrela da Amadora está a fazer todos os possíveis para ainda contar com os defesas Kialonda Gaspar e Johnstone Omurwa em tempo útil para defrontar o FC Porto, na abertura da 5.ª jornada da Liga.

O clube da Reboleira teve êxito no seu objetivo de antecipar a viagem de regresso dos dois atletas, que já não participaram nos jogos de preparação realizadas pelas seleções nacionais de Angola e Quénia, que defrontaram o Irão, em Teerão, e o Sudão do Sul em Nairobi, respetivamente.

No caso de Gaspar, os meios de comunicação angolanos anunciaram mesmo a sua substituição, com os Palancas Negras a convocarem Venâncio, defensor do 1.º de Agosto, para suprir a sua vaga, e Omurwa não figurou na convocatória da seleção nacional queniana.

Os dois defesas centrais viajaram de imediato rumo a Portugal, numa luta contra o tempo que os mantém em dúvida para o jogo, dado que encetaram longas viagens de forma a aterrarem hoje em Lisboa e estarem presentes no treino de quinta-feira, último ensaio antes da partida, que se realiza no dia seguinte, pelas 19h15.

Apenas após o apronto, e dependendo da resposta física apresentada por Gaspar e Omurwa, Sérgio Vieira tomará uma decisão no sentido de utilizar os dois defensores, que têm alinhado como titulares no trio de centrais erguido pela equipa tricolor. Até lá, e sem ter a garantia de que poderá contar com estes dois elementos, o técnico estrelista continua a trabalhar outras soluções, dispondo ainda de Mansur, que recuperou de rotura muscular e ainda não se encontra a 100%, Miguel Lopes, Pedro Mendes e Erivaldo Almeida para o eixo defensivo.

Praticamente certa será a ausência de Manuel Keliano que, tal como Kialonda Gaspar, estava integrado nos trabalhos de Angola e, ao contrário do seu companheiro de clube e seleção, manteve-se na comitiva para cumprir a segunda internacionalização A pelo seu país e atuar a tempo inteiro na derrota com a congénere iraniana (4-0). Por esse facto e por ainda ter de enfrentar uma longa deslocação de regresso, o médio não deverá reunir condições para integrar a convocatória para o duelo com os dragões.