Arteta justifica simbolismo no início do jogo

Arsenal 15-04-2021 23:20
Por Redação

Antes do apito inicial, Arsenal e Slavia de Praga protagonizaram um momento simbólico. Depois de Kudela ter visto a UEFA aplicar uma suspensão de 10 jogos pela UEFA, devido aos alegados insultos raciais a Glen Kamara, os checos optaram por não se ajoelhar no habitual momento de luta contra o racismo e uniram-se no centro do campo.

 

Enquanto isto, a equipa do Arsenal ajoelhou-se, com Alexandre Lacazette, que envergou a braçadeira de capitão, a ficar no centro do relvado, de olhos fixos no adversário. Uma decisão justificada por Mikel Arteta no final da partida.

 

«Os jogadores pediram-me autorização e ao clube. Queria fazer algo e estavam a fazê-lo pelo motivo certo, por isso receberam o apoio de toda a gente, nosso e o da UEFA. Acho que foi um gesto bom», atirou o técnico dos gunners.

 

Arteta mostrou-se ainda satisfeito com o triunfo (4-0).

 

«Fomos soberbos na finalização e conseguimos manter a baliza inviolada. É assim que se decide um jogo. Marcámos quatro, mas bem que podíamos ter feito mais golos», concluiu.

Ler Mais
Comentários (2)

Últimas Notícias

Mundos