Vingegaard: «Ninguém me pode tirar isto!»

Volta a França 24.07.2022 19:28
Por Redação

O dinamarquês Jonas Vingegaard, de 25 anos (Jumbo-Visma), que este domingo venceu a 109.ª edição do Tour, garantiu que vai estar «uma semana no sofá, a recuperar», após a vitória na maior prova velocipédica mundial, que neste dia se concluiu, com a 21.ª etapa, nos Campos Elíseos, em Paris.


«Como vai ser a minha vida agora? Uf… bem, terça-feira tenho de ir aos Países-Baixos, celebrar, e quarta-feira em Copenhaga [Dinamarca] para celebrar mais. Mas depois acho que vou ficar aí uma semana no sofá lá de casa, a descansar e a recuperar», afirmou, no final da prova de três semanas aos jornalistas o corredor que acabou com a hegemonia que Tadej Pogacar (Emirates) exibia na prova, relegando o esloveno, bicampeão do Tour em 2020 e 2021, para a segunda posição.


«Claro que penso numa segunda ou terceira vitória no Tour! Claro que quero mais. Mas agora, estou tão cansado que quero é relaxar e recuperar desta vitória. Este é o meu momento. Ninguém me pode tirar isto, a vitória na maior prova velocipédica do Mundo é… incrível! Estou muito contente», afirmou um Vingegaard filho de um pescador e que teve a esposa, Trina Hansen, e a ‘herdeira’ de ambos, a pequena Frida, à sua espera para o ‘champanhe’ e a glória da apoteose na capital francesa.


«A minha filha, que está aqui ao meu colo, não percebe o quão incrível isto é. Vós percebeis! Quanto é que senti que ia ganhar o Tour? Bem, sempre pensei que podia discutir a vitória final. Depois de ter a ‘amarela’, sempre acreditei. Mas só nos últimos dias é que comecei a perceber que me sentia bem e que só se algo corresse, de facto, muito mal, é que não venceria. Obrigado por tantos na estrada que, durante três semanas, me apoiaram. É incrível, sensação incrível», concluiu Vingegaard.

Ler Mais
Comentários (4)

Últimas Notícias