SC Braga-E. Amadora: uns apontam ao pódio e outros à fuga
Kialonda Gaspar, do Estrela da Amadora (à esquerda), e Simon Banza, do SC Braga (à direita), disputam a posse de bola. Foto: Atlantico Press/Imago.

ANTEVISÃO SC Braga-E. Amadora: uns apontam ao pódio e outros à fuga

NACIONAL02.03.202408:00

Bracarenses procuram aproximação ao 3.º lugar ocupado pelo FC Porto; Estrela pretende fugir, o mais rapidamente, possível de zona perigosa; histórico na Pedreira é claramente favorável à equipa da casa.

SC Braga e Estrela da Amadora medem forças, este sábado, às 20.30 horas, no Estádio Municipal de Braga, na 24.ª jornada da Liga. Um confronto entre o atual 4.º classificado (SC Braga) e o 13.º (E. Amadora), ou seja, os três pontos significam coisas bem diferentes para estas duas equipas.

Por um lado, os bracarenses em caso de vitória igualam o FC Porto na 3.ª posição, com 49 pontos, ficando depois a aguardar aquilo que os azuis e brancos fazem nesta ronda (clássico no Dragão frente ao Benfica). Por outro lado, o Estrela da Amadora procura fugir a uma zona perigosa, pois está envolvido num empate a 22 pontos entre quatro equipas, sendo pontuação de zona de playoff de descida.

SC Braga

Os arsenalistas vêm de três vitórias consecutivas, apesar da eliminação das competições europeias, e a jogar em casa vão à procura de dar continuidade a este ciclo positivo, depois de uns meses de janeiro e fevereiro mais complicados. A equipa comandada por Artur Jorge goleou no Estádio do Bessa, na última jornada (4-0), mantendo a folha limpa, apenas pela sétima vez esta temporada.

No histórico de confrontos frente ao E. Amadora, tem um saldo positivo que assenta, principalmente, nas partidas efetuadas na Pedreira. No somatório de todos os 36 encontros, em todas as competições nacionais, o SC Braga ganhou 13 partidas, o Estrela venceu nove e registaram-se 14 empates, ou seja, não há um claro domínio por parte dos bracarenses frente aos amadorenses. Mas, o fator casa ajuda os minhotos nesta estatística. A jogar na cidade dos arcebispos, a equipa agora orientada por Artur Jorge apenas perdeu em três ocasiões, tendo vencido nove e empatado cinco.

Da última vez que se defrontaram na Pedreira, o Estrela da Amadora saiu goleado, por 5-0, em 2008/09, com Jorge Jesus no comando técnico dos bracarenses e Lito Vidigal do outro lado da barricada.

Sistema: 4x4x2

Onze Provável: Matheus; Víctor Gómez, Paulo Oliveira, Serdar e Cristián Borja; Roger Fernandes, João Moutinho, Rodrigo Zalazar e Ricardo Horta; Abel Ruiz e Simon Banza.

Castigados: Nada a registar.

Lesionados: Adrian Marin e Sikou Niakaté (em dúvida).

Banza celebra o golo do SC Braga contra o Farense. (Imagem: HUGO DELGADO/LUSA)

Figura: Simon Banza. O ponta de lança, internacional pela República Democrática do Congo bisou no encontro da última jornada e desde o seu regresso do CAN já apontou cinco golos, sendo que ainda fez uma assistência, ou seja, esteve diretamente envolvido em seis tentos dos arsenalistas, nos últimos quatro jogos - dois no campeonato e dois na Liga Europa -, voltando ao topo dos goleadores do campeonato com 17 golos (mesmos que Gyokeres, do Sporting, mas menos jogos).

O que disse Artur Jorge: “A nossa motivação é continuar a ganhar, poder ter a mesma ambição, a mesma determinação, a mesma capacidade para defrontar e vencer este adversário que conhecemos bem, que procura ser competente a nível defensivo. A nossa ambição é continuar o nosso caminho de vitórias.”

Estrela da Amadora

O Estrela da Amadora chega a este confronto com o SC Braga, após dois jogos sem vencer - derrota com o FC Porto e empate a uma bola com o Chaves -, mas mais importante que isso, chega com 22 pontos conquistados que colocam a equipa amadorense entre quatro equipas que procuram descolar, o mais rapidamente possível da zona de descida.

Neste momento, o 16.º posto é ocupado pelo Portimonense (lugar de playoff de descida), sendo que uma vitória e os consequentes três pontos, permitem à equipa orientada por Sérgio Vieira, alcançar os 25 pontos e ao mesmo tempo que foge da zona perigosa, também se cola ao grupo de quatro equipas que somam 26 pontos que é encabeçado pelo Famalicão na 8.ª posição da tabela classificativa.

Para esta deslocação a Braga, o E. Amadora está sem alguns elementos importantes, como Aloisio Souza que levou o quinto amarelo na última ronda e falha este encontro. Mas, também o avançado Rodrigo Pinho ainda não está recuperado, assim como o defesa Mansur que continua a ser baixa.

Sistema: 3x4x3

Onze Provável: Bruno Brigido; Kialonda Gaspar, Pedro Mendes e Nilton Varela; Hevertton, Leonel Bucca, Léo Cordeiro e Rúben Lima; Regis, Léo Jabá e Ronaldo Tavares.

Castigados: Aloisio Souza.

Lesionados: Keliano, Rodrigo Pinho e Mansur.

André Geraldes, do Casa Pia (à direita), luta pela posse da bola com Ronaldo Tavares, do Estrela da Amadora. Foto: Maciej Rogowski/Imago.

Figura: Ronaldo Tavares. O avançado tem melhorado as suas exibições nas últimas partidas, tendo mesmo marcado, após onze jogos, na última jornada da Liga, em que o Estrela da Amadora empatou a uma bola com o Chaves. Na presente temporada soma quatro golos - três na Liga e um na Taça da Liga - e apesar de não ser um titular indiscutível, acrescenta músculo e obriga os defesas adversários a uma atenção redobrada.

O que disse Sérgio Vieira: “O Banza tem tido realmente um nível de eficácia e preponderância grandes, mas sabemos que o mais importante somos realmente nós. Houve uma altura, no nosso jogo em Alvalade, em que o Gyokeres também estava muito bem e contra nós não conseguiu marcar, felizmente fizemos um bom jogo a esse nível e isso depende da concentração dos nossos jogadores. Tenho essa convicção – e eles sabem – de que temos a capacidade de o anular e vencer este jogo.”