«A igualdade não é que a voz de uma mulher valha mais que a de um homem»
Luis Rubiales está acusado de ter dado um beijo a Jenni Hermoso sem o consentimento da jogadora (IMAGO / ZUMA Wire)

«A igualdade não é que a voz de uma mulher valha mais que a de um homem»

INTERNACIONAL13.12.202315:14

Luis Rubiales acusou ainda Jenni Hermoso de estar a mentir

Luis Rubiales voltou a falar sobre o episódio na final do Mundial, disputada a 20 de agosto, na qual beijou a jogadora Jenni Hermoso, no palco de entrega do troféu, após a vitória da seleção espanhola. O antigo presidente da Federação Espanhola (RFEF) foi suspenso por três anos.

«No meu caso, durante dois ou três meses, falou-se muito bem e pouco de outras coisas. A Amnistia é uma separação de poderes. Todos os espanhóis o lamentamos, muitos votantes de esquerda não entendem. Não havia necessidade de o fazer a nível social», referiu, em entrevista a Alvise Pérez, divulgada no YouTube.

«Queriam a cabeça de Jorge Vilda, então como não lha dei vieram a público dizer que foi uma vingança. A Jenni disse que eu a pressionei depois do beijo. Ela sabe que está a mentir. Há gente que a apoia, porque estão dentro e têm medo», prosseguiu.

«A demagogia está a ganhar. Por exemplo, o tema da igualdade. Temos de trabalhar para que mais mulheres acedam a cargos? Sim, mas não havia nenhuma mulher como vice-presidente da RFEF até à minha chegada. Temos de trabalhar para que aqueles que maltratam sejam condenados? Sim, mas também para que as falsas denuncias não voltem a ocorrer. A igualdade não é que a voz de uma mulher valha mais que a de um homem, nem o contrário», completou.