Premier League: Liverpool e Manchester City jogam pelo topo
Jurgen Klopp e Mauricio Pochettino já se defrontaram 12 vezes, mas o argentino apenas venceu uma vez. Foto IMAGO/PA Images

Antevisão Premier League: Liverpool e Manchester City jogam pelo topo

INTERNACIONAL31.01.202408:00

'Reds' recebem o Chelsea no jogo grande da jornada, 'Citizens' jogam com o Burnley

Liverpool e Chelsea disputam, esta quarta-feira, o jogo de cartaz da ronda 22 da Premier League. 

Num jogo entre os dois finalistas do primeiro troféu da temporada em Inglaterra - a Taça da Liga - o foco estará, naturalmente, em Jurgen Klopp. O técnico anunciou que, depois de nove épocas, vai deixar o cargo no final desta campanha. Salah, Alexander-Arnold e Van Dijk também ficam sem contrato em 2025, sendo que este último afirmou que não sabe o que o futuro lhe reserva. Vivem-se tempos de instabilidade em Anfield mas, para Klopp, há que manter a calma. «Ninguém tem de se preocupar. Já sabia que isto ia acontecer porque a comunicação social mal pode esperar por fazer estas questões. O clube está estável, totalmente, e vai correr tudo bem, tenho 100% de certeza. Às nossas pessoas, recomendo calma. Não há nada que possa causar preocupação. Estamos nesta temporada e estas conversas podem causar distrações», avisou também o técnico. 

Sem Salah, Endo, Matip, Tsimikas e Thiago, continuam as poucas opções para Klopp, ainda que Mac Allister volte às contas. Na frente de ataque, devem surgir nomes conhecidos do futebol português: Diogo Jota, Luis Díaz, ex-FC Porto e Darwin Núñez, antigo jogador do Benfica, serão certamente os líderes do tridente atacante. 

Do outro lado da contenda está Mauricio Pochettino, que já avisou que não quer fazer parte das homenagens das bancadas ao seu treinador. «Cada vez que eles jogarem em Anfield será sempre uma festa, para comemorar, e para dar a Klopp todo o amor que os adeptos sentem por ele, e acho que é merecido. Mas temos de ir lá e vencer o jogo. Peço desculpa, mas não nos queremos envolver ou fazer parte da celebração. Queremos ter um bom desempenho e vencer o jogo.»

Apesar das lesões de Colwill, Reece James e Roméo Lavia continuarem a ser um problema para o argentino, também há boas notícias: Nkunku e Malo Gusto voltam a fazer parte das opções.

Espera-se um encontro equilibrado, mas a pender para o lado do Liverpool. É em transição, contudo, que os reds podem fazer mais estragos: as debilidades da defesa londrina são evidentes, sobretudo, contra equipas que têm, na velocidade de execução, a sua maior arma. 

O segundo classificado enfrenta o segundo... a contar do fim. A dois pontos da liderança está o Manchester City, finalmente, na máxima força.

Numa conferência marcada pela empatia de Pep Guardiola em relação à situação de Xavi, que também anunciou que sai do Barcelona no final da temporada, o grande momento para os skyblues foi a notícia sobre Haaland: «Ele está bem e vai jogar». É a primeira vez desde a primeira jornada que Haaland e De Bruyne vão jogar juntos nesta edição da Premier League, desde o jogo com... o Burnley. Na altura, 3-0 foi o resultado, com o avançado norueguês a bisar. Neste momento, o Manchester City não tem qualquer jogador lesionado. Os bons momentos de Rodri e Foden, aliados ao regresso dos maiores astros, potenciam a equipa para este encontro.

Vincent Kompany, que tem dado aos clarets um estilo diferente, não tem conseguido os resultados pretendidos. Apenas o Sheffield está mais abaixo na tabela classificativa e só venceu um dos últimos seis jogos na competição. Para este jogo, «obviamente especial», segundo o ex-capitão do Manchester City, a mentalidade tem de ser positiva. «Não podes começar o jogo já derrotado, ainda que toda a gente - e com razão - tenha uma ideia do desfecho. Vamos com o desejo de trazer o máximo possível do encontro. O que quer que seja que o Manchester City apresente, temos de jogar com isso», afirmou o belga. 

Seja como for, o favoritismo dos anfitriões é inegável, numa partida que se adivinha muito unilateral, entre uma equipa que persegue o tetracampeonato e outra que luta pela sobrevivência.