Estrela: Traumatismo obriga Régis a parar por três semanas
Régis N'Do, à direita, numa disputa de bola ao serviço do Estrela da Amadora em jogo pela II Liga portuguesa de futebol. Foto: Gil Peres/Imago.

Estrela: Traumatismo obriga Régis a parar por três semanas

NACIONAL09.10.202314:35

Régis N'Do sofreu um traumatismo num treino de preparação para o jogo com o Casa Pia e não deverá regressar antes da receção ao Famalicão, no dia 29

Enquanto o Estrela da Amadora atravessa coletivamente um momento feliz, com o triunfo no reduto do Casa Pia, que constitui o regresso às vitórias e o primeiro triunfo fora de casa em toda a época, o que lhe possibilitou a subida ao 11.º lugar de forma partilhada, algumas individualidades não vão tendo tantos momentos para sorrir.

Um deles será o caso de Régis N’Do, que esta temporada tem andado arredado das opções para Sérgio Vieira e, para cúmulo, contraiu uma lesão num dos treinos de preparação para a deslocação a Rio Maior que lhe retirou quaisquer esperanças de utilização nesse encontro.

Régis sofreu um traumatismo na perna esquerda, fruto de uma pancada sofrida em treino, e enfrenta uma paragem nunca inferior a duas semanas e que se poderá estender até três semanas de recuperação.

Esse período estabelecido significa que a recuperação do maliano de 22 anos ainda o afastará, pelo menos, da entrada em competição dos tricolores na Taça de Portugal, que reservará uma eliminatória frente ao Vila Meã, que milita no Campeonato de Portugal, novamente fora de portas.

O embate frente a este adversário de divisão inferior, que compete no quarto escalão nacional, poderia representar uma excelente oportunidade para somar mais minutos já que apenas foi titular por duas ocasiões, uma ainda em julho - a primeira partida a nível oficial na temporada, mais precisamente a 1.ª eliminatória da Taça da Liga, na qual os tricolores foram derrotados em Portimão por 3-1 – e outra em agosto, na jornada inaugural do campeonato, que reservou uma derrota caseira ante o Vitória de Guimarães.

O extremo aproveitará este período de paragem competitiva, no qual o Estrela não terá qualquer jogo oficial para realizar este fim-de-semana, para acelerar a sua recuperação e apontará, ao que tudo indica, ao regresso dos amadorenses à Liga, que proporcionará uma receção ao Famalicão, dentro de vinte dias.