TVI revela porque Luís Filipe Vieira é arguido no processo Operação Lex

Justiça 17-09-2020 08:14
Por Redação

Uma reportagem do Jornal das 8 da TVI deu conta de informações recolhidas pela Polícia Judiciária que estarão na origem da constituição de Luís Filipe Vieira, presidente do Benfica, como arguido no processo Operação Lex, dados esses recolhidos através de escutas telefónicas e acesso a mensagens escritas.

A estação avança que a acusação deve sair dentro de dias e fala de pressões várias e outras informações que justificam presença de Luís Filipe Vieira em lista de 18 suspeitos, ao lado de juízes, advogados e oficiais de justiça.

Rui Rangel, juiz e candidato derrotado à presidência dos encarnados em 2012, é peça central de um processo iniciado nesse mesmo ano, quando Luís Filipe Vieira contestou decisão das Finanças, que lhe cobraram €1,6 M em IRS. Em 2019, o Fisco devolveu o dinheiro ao presidente dos encarnados, mas pelo meio ficaram suspeitas em relação a práticas de Luís Filipe Vieira e Rui Rangel, que terá sido convidado a interferir no processo, de maneira a acelerá-lo, para isto contactando diretamente a juíza que estava à frente do assunto.

Também Jorge Barroso, ligado à Fundação Benfica, contactou o tribunal em nome de Luís Filipe Vieira, solicitando reunião, que seria negada.

A TVI fala de ofertas de Luís Filipe Vieira a Rui Rangel - viagem para Inglaterra e entrada em jogo entre Manchester United e Benfica na Champions e ainda 18 convites duplos no espaço de apenas um ano -, que está impedido de exercer funções.

Ler Mais
Comentários (331)

Últimas Notícias