Desconvocada greve de motoristas de matérias perigosas

País 18-04-2019 07:51
Por Redação

Ao quarto dia de greve o Sindicato Nacional de Motoristas de Matérias Perigosas desconvocou a greve dos motoristas depois de alcançado um acordo com a ANTRAM (Associação Nacional de Transportes Públicos Rodoviários de Mercadorias).

 

O presidente da ANTRAM havia dito que o caderno reivindicativo do Sindicato só seria discutido com o levantamento da greve.

 

Esta madrugada os serviços mínimos tinham sido alargados a todo o país e o ministério do Ambiente tinha revelado um plano de racionamento em 310 postos de abastecimento, com o limite de 15 litros por veículo. 

 

A greve começou à meia-noite de segunda-feira, por tempo indeterminado, para reivindicar o reconhecimento da categoria profissional específica.

 

Pedro Nuno Santos, Ministro das Infraestruturas, deu a notícia de forma oficial: «Governo, sindicato e ANTRAM trabalharam esta noite para conseguir chegar a um acordo confortável para todos para levantar esta greve. Uma palavra aos motoristas, tiveram comportamento correto e uma importante vitória. Fizeram-se ouvir e foram ouvidos, vai começar um processo negocial para a valorização do seu trabalho; o sindicato foi sempre leal e a ANTRAM esteve sempre de forma aberta.»

 

«Foram dias de incerteza, podemos voltar à normalidade, mas hoje já vamos começar a sentir. Há um processo de reorganização que levará tempo», acrescentou. 

 

As negociações começaram no dia 29 e até ao final do ano poderá haver alterações pedidas pelo sindicato. 

 

(notícia atualizada às 8.27 horas com declarações do ministro Pedro Nuno Santos)

Ler Mais

Últimas Notícias