Benfica vence em Alvalade e mantém invencibilidade

Basquetebol 27.11.2022 17:27
Por Miguel Candeias

Num aguardadíssimo jogo em atraso da 1.ª jornada da Liga Betclic devido aos compromissos das competições europeias, o Benfica foi ao Pavilhão João Rocha bater o Sporting por 78-89 (23-25, 23-21, 7-20, 23-25) e mantém-se na liderança do campeonato como a única equipa invicta.


Sem que ao longo da 1.ª parte (46-46) nenhum dos conjuntos tenha liderado por mais do que por quatro (25-29), o expectante dérbi lisboeta acabou por se começar a resolver no 3.º quarto.


Momento em que as águias, elevando um pouco a pressão defensiva junto à área e retirando facilidade e espaço nas zonas de lançamentos utilizadas pelos donos da casa, começaram por construir um parcial de 0-8 (52-58) que, apesar do desconto de tempo pedido por Pedro Nuno Monteiro, terminou em avassalador 2-16 (53-66) a fechar o período e com Aaron Broussard (3 res, 3 ass) a assinar 7 dos seus 27 pontos.


Pela primeira vez os encarnados conseguiam comandar por mais de 10 e Broussard, que já convertera 9 pontos consecutivos dos campeões nacionais no 2.º quarto (39-42) – chegou ao intervalo com 16 -, mostrava o caminho para a vitória num embate ainda que sempre disputado a bom ritmo, na verdade nunca teve grandes momentos de basquetebol de elevada qualidade.


Até porque ambas os conjuntos, habituados a defesas pressionantes sobre os portadores da bola campo inteiro e de dois conta um, evitarem qualquer dessas opções para controlarem o desgaste a que têm sido sujeitos com a presença nas competições internas e a nível nacional, chegando a ter, algumas vezes, de jogar a cada 3/4 dias.


Bastante mais fraco do que o habitual esteve também a eficácia da linha de três pontos, de onde os de Alvalade registaram 8/29 (27%) e os da Luz 9/26 (34%).


No derradeiro período, com Norberto Alves a fazer regressar o perturbador – em todos os sentidos - Ivan Almeida (17 pts, 4 res, 5 ass) ao campo a 6.53m do fim (55-66), havia ido para o banco aos 3m do início do 2.º tempo (46-50) por ter atingido as quatro faltas, um triplo de João Gomes (6 pts, 3 res) deu pela primeira vez a vantagem de 16 (55-71) ao Benfica.


Daí até final e com o Sporting mais agressivo a defender e tendo no base Marcus LoVett (11 pts, 3 ass) o elemento mais eficaz, marcou 7 pontos no quarto, o máximo que alcançaram foi reduzir o fosso no placard a 9 (71-80), a 2.49, do fim.  


Depois, um triplo de Makram Romdhane (6 pts, 5 res) com 43s para gastar no cronómetro (74-87) acabou com qualquer real ambição de recuperação dos locais apesar de Diogo Ventura (5 pts, 3 rs, 5 ass) ter convertido 5 dos últimos 6 pontos da equipa.  


Para lá do normal foram também os turnovers registados por ambas as equipas, com o Sporting a terminar com 21 (12 ao intervalo), no 1.º quarto já levava 5; e o Benfica com 17 (13), mas apenas cometendo 4 em toda a 2.ª parte.


Nos da casa note-se que dos 37 ressaltos conquistados, 17 foram na tabela ofensiva, contra 32 (10) do adversário. O problema é que os leões, que sofreram o segundo desaire na prova após há uma semana terem perdido ante o FC Porto por 91-89, apenas conseguiram 8 pontos em lançamentos de 2.º oportunidade.


Ainda assim, o Sporting ocupa o 2.º lugar na tabela classificativa com a mesma performance (8 v-2 d) que a Ovarense (3.ª), mas com os dragões (4.ª) a terem menos um jogo (8 v-1 d). 

Ler Mais
Comentários (0)

Últimas Notícias

Serviço de apoio ao cliente
Dias úteis das 9.30h às 13h e 14.30h às 18h
E-mail: clientes@abola.pt
Telefone: 213232133 (Chamada para a rede fixa nacional)
Morada: Tv. da Queimada, 23 1249-113, Lisboa Portugal