«Vitória justa do FC Porto, foi mais forte»

Boavista 12.11.2022 23:01
Por Redação

O treinador do Boavista, Petit, lamentou o desaire (1-4) dos axadrezados na noite deste sábado, no dérbi da cidade invicta diante do FC Porto, campeão nacional, em jogo da 13.ª jornada da Liga realizado no Estádio do Bessa. E vão sete jogos oficiais sem vencer em 2022/23 para o campeão nacional em 2000/01, no somatório de todas as provas (cinco derrotas e dois empates).


«O FC Porto entrou muito pressionante, não foi fácil. É um jogo extremamente difícil, adversário com muita qualidade, sempre candidato ao título. Procura muito o jogo interior, mas também o ataque à profundidade, o que tentámos encurtar ao máximo. Eles foram muito superiores na primeira parte, em que a nossa estratégia não resultou. E depois, numa bola parada, sofremos o golo. Não criámos muitas situações de perigo, FC Porto foi mais dominador do jogo», admitiu Petit, em declarações à Sport TV.


«Na segunda parte entrámos melhor, conseguimos mais aproximações, mais cantos, andar mais perto da baliza do FC Porto. Mexi na equipa para dar ais qualidade e mais saída de bola… mas sofremos o revés da expulsão [Cannon, 59’], sofremos o 0-2, o 0-3, ainda fizemos o 1-3, mas sofremos mais um. Acaba por ser uma vitória justa do FC Porto. Desta vez não conseguimos mais, apanhámos um FC Porto muito forte», foi a análise do técnico boavisteiro.


«O que temos a trabalhar é evitar desconcentração. É o momento que estamos a atravessar. Temos aqui muitos jogadores que há ano e meio estavam no Campeonato de Portugal. São dores de crescimento, detalhes que fazem a diferença, pormenores: os jogadores têm de comunicar mais lá dentro», foi o recado que mandou de fora para dentro do grupo.


«É um jogo que custa perder, porque são três pontos que não queríamos perder. Mas temos de ser homenzinhos para nos levantarmos e continuar a trabalhar. Vivemos para o futebol, temos de estar mais concentrados, até os que ficaram de fora, temos de ser um todo», foi o repto do antigo médio internacional dos axadrezados, seu clube de coração.


Agora, com a interrupção da Liga mês e meio por causa do Mundial do Catar, vem a Taça da Liga, prova em que o Boavista foi semifinalista em 2021/22.


«Vou ver o que tem sido os treinos e preparar os 11 que trabalharem melhor durante a semana para jogarem! Tenham 17 anos ou tenham 40 anos: para mim, é igual! E esta casa assim o exige! Estivemos na Final Four o ano passado, queremos estar de novo, vamos estar preparados. Vamos trabalhar todos juntos, para as coisas mudarem», concluiu Petit.

Ler Mais
Comentários (0)

Últimas Notícias

Serviço de apoio ao cliente
Dias úteis das 9.30h às 13h e 14.30h às 18h
E-mail: clientes@abola.pt
Telefone: 213232133 (Chamada para a rede fixa nacional)
Morada: Tv. da Queimada, 23 1249-113, Lisboa Portugal