Júnior da seleção afegã decapitada

Afeganistão 22-10-2021 08:11
Por Célia Lourenço

Mahjabin Hakimi. O nome até agora desconhecido de uma jogadora de voleibol da seleção júnior do Afeganistão multiplicou-se, ontem, pelas redes sociais por, alegadamente, ter sido decapitada pelo regime talibã.

 

O assassinato da jovem voleibolista, uma das estrelas do clube do município de Cabul, já terá acontecido no início deste mês, mas só agora, após a foto de um pescoço ensanguentado surgir no Twitter, espoletou a notícia, confirmada, segundo o Independent Persian, por uma das treinadoras do clube que conseguiu fugir do país assim que os talibãs assumiram o controlo de Cabul, a 15 de agosto.


A técnica confirmou que a atleta teria sido decapitada, mas que apenas a família de Mahjabin Hakimi tinha conhecimento da data e local exato do assassinato. No entanto, por receio de represálias e por estarem sob ameaça, diz a treinadora, os parentes da jovem permanecem em silêncio. A mesma fonte reforçou a ideia de as mulheres desportistas estarem a ser perseguidas desde a queda do governo, em particular as do voleibol que, até então, estavam mais expostas em torneios domésticos, internacionais e até em programas de televisão.


Leia mais na edição impressa ou digital de A BOLA

Ler Mais
Comentários (25)

Últimas Notícias