Coates: «SC Braga é oportunidade para mostrar que estamos fortes»
Coates confiante para uma das primeiras decisões da temporada (Miguel Nunes/ASF)

Coates: «SC Braga é oportunidade para mostrar que estamos fortes»

NACIONAL21.01.202416:44

Central e capitão dos leões lançou partida diante dos minhotos, da próxima terça-feira, e traçou objetivos para uma caminhada do Sporting que espera triunfante. As ambições e expectativas a poucas horas do início da Final Four

Coates, um dos líderes do leão nos últimos anos, prepara-se para mais uma decisão com a camisola leonina. O experiente central, capitão de equipa, lançou, este domingo, mais uma edição da Final Four da Taça da Liga com o jogo diante do SC Braga na mira. Cauteloso sobre o adversário, o uruguaio faz uso da sua experiência e de conquistas anteriores para motivar o grupo. 

Numa conversa que teve como moderador Daniel Carriço, antigo central dos leões que também envergou a braçadeira na sua passagem por Alvalade, Coates esteve em destaque numa entrevista promovida pela Liga TV.

- Como avalia o desempenho do Sporting na Taça da Liga?
- Até agora tem sido boa, pois conseguimos o primeiro objetivo que era passar o grupo. Agora temos pela frente um grande rival, que também tem feito um bom percurso na prova. Vai ser um jogo, para ambos, difícil, mas esperamos ser felizes no fim e chegar à final.

- Quais as expectativas para esta Allianz Cup?
- Para toda a época... Quando começámos a época, sabíamos que os objetivos dentro deste clube são claros, de estarmos em todas as frentes, de lutar por todos os objetivos e hoje temos a oportunidade de jogar a final four, algo importante, muito importante… É um dos grande objetivos que temos. O percurso que temos vindo a ter tem sido muito bom. Esperemos conseguir chegar à final.

- Continua a encarar a Allianz Cup como se fosse a primeira?
- Hoje, olho, talvez com mais experiência para a prova, mas sempre com a mesma ambição de querer chegar à final, de querer conquistar este objetivo… Seria a quinta vez que conseguiria vencer esta taça e para nós, enquanto grupo, esta taça tem um valor especial, pelo momento que vivemos no campeonato e para mostrar, também, que estamos fortes e prontos para lutar por todas as frentes.

Coates será uma das armas de Amorim diante dos bracarenses (IMAGO)

- O SC Braga também tem estado em bom plano. O que esperam?
- Vai ser difícil, muito difícil, pois eles também têm um grande plantel, grandíssimos jogadores… Nos últimos dois, três jogos, não conseguiram os resultados que queriam, mas se analisarmos os jogos, fizeram um grande jogo, por exemplo, contra o Benfica [derrota por 2-3 na Luz, para a Taça de Portugal]. Vão lutar tanto como nós, com a mesma ambição, de querer passar à final. Esperamos ser felizes, mas temos de estar atentos ao Sp. Braga.

- É um tónico para o resto da época?
- Sim… Não tanto para fora, mas mais para dentro, para mostrarmos a nós próprios que estamos preparados para lutar até ao fim no campeonato. Vamos, primeiro, enfrentar o Sp. Braga, queremos passar e ganhando esta taça é uma oportunidade de mostrarmos que estamos fortes, que somos o mesmo grupo que começou a época. Animicamente seria importante para o que falta no campeonato.

- Como vê a evolução da Taça da Liga?
- Muito bem. Talvez quando eu cheguei nem todos os clube davam a importância que tem esta Taça, mas hoje todos querem vencê-la. Para mim tem um valor especial. Desde que cheguei, tentei sempre lutar por todos os objetivos do Sporting. Ganhei as quatro que o clube tem e agora quero a quinta. Desde que cheguei, olho com muito bons olhos para esta prova, importante para o futebol do país.

- Já jogou várias edições: parte com a mesma motivação?
- Com a mesma sensação… No futebol a ambição é sempre a mesma. É óbvio que hoje há mais gente a querer ganhar, queremos que aconteça de novo connosco. Seria lindo!

- Que mensagem para os adeptos?
- Estamos acostumados a que nos acompanhem a todo o lado, esperamos que voltem a fazê-lo; dentro de campo, tentaremos dar-lhes alegrias.

- Das quatro que venceu, há alguma que tenha ficado na memória?
- Não… Fica sempre de alguma coisa de alguma, é óbvio que a primeira vez, por não conhecer muito, foi importante, mas tiras sempre alguma coisa de cada uma. Temos de desfrutar, sobretudo, e por isso é difícil escolher uma. Se o tiver de fazer, escolho a primeira.