Zé Carlos (V. Guimarães): «Estou tranquilo e pronto para o que der e vier»
Zé Carlos distribuiu autógrafos em escola de Pevidém (FOTO: Vitória SC)

Zé Carlos (V. Guimarães): «Estou tranquilo e pronto para o que der e vier»

NACIONAL25.01.202420:52

Zé Carlos acredita que o seu momento vai chegar e por isso foca-se no trabalho; médio destaca a união do grupo para justificar a boa temporada; saída de Dani Silva pode abrir mais oportunidades no onze

O médio Carlos, de 22 anos, admite que a temporada não está a correr como deseja, mas que continua focado no trabalho e a aguardar pelo seu momento.

«Não está a ser a melhor, até pelos minutos de jogo que tenho tido. Mas, estou focado em querer reverter esse ciclo. Continuar a trabalhar e no que depender de mim, vou fazer tudo para que isso possa virar», confessou em declarações à margem da visita à Escola Básica 2/3 de Pevidém, em mais uma iniciativa do projeto Vitória de Causas, na qual abordaram o combate ao bullying e à discriminação.

Com a saída de um jogador da sua posição, Dani Silva (ver peça ao lado), Carlos pode ganhar espaço para uma maior utilização. Mas, o médio diz-se na mesma:

«Estou exatamente igual, faço o que me compete, como sempre fiz desde que estou aqui no Vitória. Tenho de continuar a trabalhar e esperar pela decisão do míster. Ele é que sabe. Estou tranquilo e pronto para o que der e vier.»

Neste momento, o Vitória de Guimarães soma 36 pontos e está no 4.º lugar em igualdade pontual com o SC Braga e para o jovem jogador a força do grupo é que tem feito a diferença.

«No nosso grupo há muita qualidade, é muito bom, já desde o ano passado. É muito unido, ou seja, só surpreende quem não conhece a nossa realidade e os nossos jogadores. Ainda temos muito mais para dar e acredito que vamos fazer muito mais», destacou.

Carlos espera dar continuidade aos bons resultados na 2.ª volta que apenas começou na última jornada. «O Vitória tem de estar nestes patamares, pois é um clube que assim o exige que tem uma massa associativa que nos acompanha para este nível. O caminho é para frente, não há que olhar para trás e sempre com o mesmo compromisso que tivemos na 1.ª volta. Continuar a fazer tudo para subirmos o máximo de lugares possível», frisou e sobre a partida om o Gil Vicente acrescentou: «É uma equipa muito bem trabalhada, mesmo na primeira volta o jogo não foi fácil. Vamos ter de estar na máxima força para vencer.»