«Viemos ao Mundial de Clubes para ganhar», promete Grealish
Jack Grealish. Foto: IMAGO

«Viemos ao Mundial de Clubes para ganhar», promete Grealish

Médio do Manchester City deixa aviso ao Fluminense. Mas Nino, defesa Tricolor, responde: «Eles são os melhores do mundo mas nós temos tudo para chegar ao título»

Às vésperas do jogo, amanhã às 18 horas de Lisboa, em Jedá, que vai decidir o título do Mundial de Clubes de 2023 entre Manchester City e Fluminense, o duelo, para já, é de palavras. Do lado inglês, Jack Grealish avisa que o campeão europeu não viajou até à Arábia Saudita para perder. Entre brasileiros, recém consagrados vencedores da Taça dos Libertadores da América, o respeito pelo rival não diminui a ambição, como explica Nino.

«Para mim, o Manchester City é a melhor equipa do mundo, com um treinador fantástico, sabemos o quão difícil será enfrentá-los, mas acredito que podemos nos tornar campeões mundiais porque, na minha opinião, temos tudo para conquistar este título», disse o defesa do Flu e da seleção brasileira, aos 26 anos na agenda de clubes da Premier League, o Nottingham Forest de Nuno Espírito Santo acima dos demais. 

Outro atleta cobiçado, André, conquistou o prémio de melhor em campo na meia-final com o Al Ahly, ganha pelo Tricolor por 2-0, golos de Jhon Arias e John Kennedy, graças, segundo o próprio, ao departamento médico. «Desde o Brasil, eu vinha sofrendo com algumas dores, tive tratamento intensivo e fiquei a 100%, agora, com o City, temos de nos impor, competir como o professor Diniz nos pede».

Jack Grealish, entretanto, diz que «seria inacreditável» ganhar o Mundial. «É isso que queremos, foi para isso que aqui viemos, o técnico também deixou isso claro, por isso, façamos figas, vamos vencer». Ultrapassado o Urawa Red Diamonds, por 3-0, a ideia agora é trabalhar: «Vamos trabalhar muito nos próximos dias, tudo o que fizemos antes foi dedicado ao jogo com o Urawa, agora é foco na final». 

O Manchester City, de Pep Guardiola, deve atuar com Ederson; Walker, Stones, Ruben Dias, Gvardiol; Lewis, Rodri; Bernardo Silva, Foden, Grealish e Álvarez, com Matheus Nunes, desta vez, no banco. E o Fluminense pode jogar com o veterano Fábio na baliza; Samuel Xavier, Nino, Felipe Melo, Marcelo; André, Matheus Martinelli; Jhon Arias, Ganso, Keno; e German Cano na frente.