SC Braga: um problema extremo para Artur Jorge
Roger Fernandes em ação frente ao Famalicão (FOTO: Imago)

SC Braga: um problema extremo para Artur Jorge

NACIONAL19.02.202418:19

Exibição de Roger Fernandes frente ao Farense dá boas dores de cabeça ao técnico do SC Braga; utilização híbrida de Abel Ruiz não tem dado os frutos pretendidos; equipa prepara-se para tentativa de reviravolta épica no Azerbaijão.

Roger Fernandes, de apenas 18 anos, fez uma grande exibição na receção do SC Braga ao Farense - vitória por 2-1 -, na 22.ª jornada da Liga, na qual somou mais uma assistência para golo. O extremo fez o passe para o primeiro golo dos bracarenses apontado, pelo inevitável Simon Banza (já leva 15 no campeonato), sendo que contabiliza três assistências no Campeonato Nacional, em apenas 182 minutos de utilização. 

As outras duas foram contra o Rio Ave - ronda 8 -, em que Roger saiu do banco aos 63 minutos e ajudou o SC Braga a dar a volta ao resultado, já que venceu por 2-1, com dois golos obtidos nos minutos finais do encontro.

Uma boa dor de cabeça para o treinador, de 52 anos, que também tem no jovem jogador alguém habituado a marcar nas competições europeias dos mais novos. Roger Fernandes tem dois golos apontados na UEFA Youth League e, por isso, pode mesmo ser titular na partida desta quinta-feira, frente ao Qarabag, no Azerbaijão, em partida da 2.ª mão do playoff de acesso aos oitavos de final da Liga Europa. Um encontro em que o SC Braga vai à procura de uma reviravolta épica, já que perdeu por 2-4, em casa, na semana passada.

Mesmo que tudo aponte para nova titularidade de Roger, não significa que Álvaro Djaló volte a ficar no banco de suplentes. O técnico dos arsenalistas pode apostar nos dois, tendo em conta os problemas que Ricardo Horta ainda tem. Até porque, a inclusão de Abel Ruiz juntamente com Banza não tem significado mais oportunidades de perigo ou melhor qualidade no jogo ofensivo dos bracarenses. Uma utilização híbrida do avançado espanhol que parte da esquerda, mas que se junta bastante vezes ao companheiro da República Democrática do Congo no centro do terreno.

Djaló acabou por ser chamado a jogo, frente ao Farense, com a partida empatada, tendo entrado aos 65 minutos, precisamente, para o lugar de Abel Ruiz. Mas, também Rony Lopes foi lançado neste encontro, aos 81, e mostrou serviço, depois das palavras mais duras do técnico na antevisão a esta receção aos algarvios. O internacional português não teve receio de pegar na bola e de partir para junto da baliza adversária, tendo feito dois remates e um deles muito perigoso, valendo uma boa defesa de Ricardo Velho.

Ricardo Horta continua a ser incógnita

O capitão Ricardo Horta pode falhar o terceiro jogo consecutivo devido a sobrecarga física, pois esta segunda-feira voltou a trabalhar de forma condicionada. Mesmo que viaje com a equipa para Baku (Azerbaijão), a utilização do avançado português, de 29 anos, vai ser uma incógnita até à hora do jogo (17.45 horas). Artur Jorge referiu que não pretende arriscar, com receio de ficar sem o jogador durante mais tempo, mas a tarefa de dar a volta na partida desta quinta-feira é árdua e poder contar com um dos seus melhores elementos pode fazer toda a diferença no desfecho desta eliminatória.

Ricardo Horta

Apesar das ausências de Ricardo Horta serem raras, a verdade é que o avançado dos bracarenses passou por uma situação semelhante na temporada passada. Sensivelmente no mesmo período, de 20 de janeiro a 7 de fevereiro de 2023, o capitão do SC Braga falhou três jogos seguidos - Paços Ferreira, fora, Sporting, fora e Famalicão em casa.