Porque é que Villas-Boas adia o ciclismo e quer acelerar o futebol feminino (vídeo)

Porque é que Villas-Boas adia o ciclismo e quer acelerar o futebol feminino (vídeo)

FUTEBOL28.03.202422:55

Candidato à presidência do FC Porto explica-se aos sócios no Algarve

André Villas-Boas esteve no Algarve em novo ato de campanha eleitoral. O candidato às eleições presidenciais do FC Porto abordou o estado das modalidades, nas quais inclui o futebol feminino. AVB explicou porque é que quer acelerar o nascimento da equipa sénior e ainda porque não tem previsto o ciclismo.

«O nosso objetivo é continuar a apoiar as modalidades. O que nós fizemos foi sentarmos com grupos de adeptos para perceber que modalidades é que os mesmos queriam ver de regresso ao FC Porto. Fizemos esta caminhada de dois anos e os indicadores que nos deram foi, claro está, finalmente a criação do Futebol Feminino Sénior, o nascimento do futsal, existe no desporto adaptado mas o nascimento do futsal, o voleibol masculino, e também houve duas modalidades cujo regresso foi pedido: o atletismo e o ciclismo», começou por dizer.

«O que nós queremos é intervir imediatamente tendo em conta a próxima época no Futebol Feminino e no futsal, portanto lançar as bases para a criação do futsal e no Futebol Feminino em princípio lançar equipa sénior para o ano. É um desafio tendo em conta que as eleições são a 27 de Abril, a tomada de posse dá-se até 15 dias depois, é uma corrida contra o tempo, mas há uma oportunidade única e boa de se aproveitar para o próximo ano, porque será o último ano que uma equipa sénior de Futebol Feminino pode entrar na 3ª Divisão Nacional, porque no ano seguinte teria que ser na 4ª Divisão Nacional, então será criada mais uma Divisão Nacional de Futebol Feminino e por isso faz todo o sentido, se conseguirmos criar uma equipa competitiva, lançar a equipa de Futebol Feminino Sénior para o próximo ano», argumentou.

Villas-Boas continuou: «No campo das modalidades femininas estamos também em défice, levamos muitas modalidades sem as equipas femininas, infelizmente, isto é algo que tem vindo a arrastar-se. Existem através da Dragon Force, de certa forma, as mulheres podem proceder, as miúdas podem proceder à prática de outros desportos, mas não existem escalões nem de formação nem sénior em modalidades como o andebol, o basquetebol e de certa forma o futsal também quando for criado.»

Logo, AVB acha que o FC Porto «tem um défice grande para recuperar» e que «tudo isto tem de ser projetado a médio prazo». A situação financeira do clube também «não vai permitir que nos lancemos em todas as modalidades rapidamente», daí que «o plano de ação para o ano esteja mais relacionado com o futsal, com o futebol feminino».

Atletismo e ciclismo

«O atletismo não é difícil de implementar, estamos a olhar para ele para 2025, 2026, o voleibol masculino obrigará uma linha de formação também de jogadores, o que implicará também infraestruturas, e a realidade é que as infraestruturas a norte estão todas bastante saturadas, o que significa que quantos mais escalões lançarmos em modalidades, mais temos que andar com a casa às costas no futuro. Relativamente ao ciclismo, que é uma modalidade apaixonante, não temos previsão de a implementar, ela saiu bem alto neste ranking feito, mas não temos ainda a projeção do regresso do FC Porto ao ciclismo», concluiu.

Vídeos

shimmer
shimmer
shimmer
shimmer