«Pedro Gonçalves é jogador de Seleção, de categoria mundial!»

Sporting «Pedro Gonçalves é jogador de Seleção, de categoria mundial!»

NACIONAL02.06.202314:28

Krasimir Balakov é um nome que dispensa apresentações. Ficou gravado a ouro o percurso brilhante no futebol português, sempre com a camisola do Sporting. Um verdadeiro número 10, à antiga, capaz de dar uma beleza diferente a um jogo de futebol. Pela sua arte em criar, driblar, desenhar inúmeros lances de génio que decidiam jogos. Um médio que fez história em Alvalade e que se tornou numa referência mesmo apesar do curto espaço de tempo em Alvalade. Cinco anos.  

Hoje, com novos protagonistas, um novo médio emergiu em Alvalade. E se as características são outras, as comparações com Pedro Gonçalves, também ele médio e goleador, começam a aparecer. Sobretudo agora, altura em que Pedro Gonçalves está perto de ultrapassar Balakov na lista dos médios mais goleadores da história dos leões. Balakov tem 60 golos e Pote já vai nos 58.

«Eu fiz 60 golos em cinco épocas no Sporting. Ele vai ultrapassar-me em pouco mais de três épocas. O que diz bem da sua categoria. Aliás, o mesmo já acontecera antes com o Bruno Fernandes, quando me ultrapassou nos golos. O Bruno é outro futebolista de categoria mundial», começou por dizer o búlgaro, em conversa com a BOLA, sempre com palavras elogiosas ao médio leonino: «Adoro o Pedro Gonçalves. Fico feliz por saber que vai ultrapassar os meus 60 golos. É fantástico que um jogador do meio-campo seja o maior goleador da Liga. Como ele já foi. E como desejo que volte a ser no futuro. Gosto muito de o ver jogar. É um daqueles playmakers como se dizia antigamente. É moderno, de classe internacional. Características? Pelo que se vê, tem tudo o que um jogador do meio-campo precisa ter: um enorme talento. A jogar em todo o campo, a organizar jogadas ofensivas e a marcar golos em quantidade… Não é para qualquer um aquilo que tem feito».

«É um jogador de Seleção»
 

Uma contrariedade para a afirmação plena do Pedro Gonçalves internacional tem sido a sua ausência nas convocatórias para a Seleção Nacional. Balakov acredita que o médio, mais cedo ou mais tarde, terá o seu espaço.

«É um jogador de Seleção. O problema é que Portugal, felizmente, tem muitos jogadores de grande gabarito para o meio-campo, muitos deles a jogar no estrangeiro, em grandes clubes. E assim sendo, o selecionador tem grande dificuldade para escolher entre tantos bons jogadores. Alguns têm de ficar de fora à espera da sua vez. O Pote é jogador de equipa e, repito, é jogador de seleção. Tem nível internacional. E para mais é um jogador que marca tantos golos. Por isso, é sempre selecionável. Contudo, reconheço que para entrar na Seleção, só considerando as estatísticas e os números pode haver possibilidade de sair um e entrar outro», comentou, dando conta da sua realidade na Bulgária:

«O selecionador de Portugal, felizmente, tem dezenas de futebolistas de categoria mundial para escolher. Ao contrário da Bulgária que terá apenas uns vinte e pouco mais, com qualidade para fazer uma seleção capaz. Tenho pena que na Bulgária não haja tanta fartura de bons jogadores como em Portugal.»
 

Leia mais na edição digital ou na edição impressa de A BOLA.

Vídeos

shimmer
shimmer
shimmer
shimmer