Os destaques do V. Guimarães: Jota Silva entrou para resolver
Jota Silva está em grande no Vitória. Foto: LUSA/Estela Silva

Os destaques do V. Guimarães: Jota Silva entrou para resolver

NACIONAL11.01.202422:38

Avançado ficou no banco a descansar, mas ainda foi a tempo de colocar os vimaranenses nos 'quartos' da Taça de Portugal; Ricardo Mangas sempre muito perigoso pela ala esquerda; Dani Silva aproveitou a oportunidade e encheu o meio-campo.

No Vitória, Ricardo Mangas criou logo o primeiro lance de perigo, com uma das suas investidas pelo ataque, ao percorrer a ala esquerda, como tanto gosta de fazer. Ainda enviou uma bola ao poste, na sequência de um canto. Dani Silva com muito ritmo, apesar de não ter sido titular nos últimos jogos, com boa disponibilidade e a integrar bem os lances ofensivos da equipa. Manu Silva muito seguro neste regresso à equipa inicial, também com qualidade a sair a jogar, com passes acertados. Miguel Maga com boas subidas pelo flanco direito, sendo que passou a maioria do tempo a atacar e fê-lo com qualidade. Já Tiago Silva não esteve ao nível que tem habituado os adeptos do Vitória, com pouca intervenção e alguns erros pouco característicos do médio. André Silva batalhou na frente, ainda teve algumas hipóteses de alvejar a baliza adversária, mas não teve o instinto matador do costume e os remates saíram com pouca intensidade.

A figura: Jota Silva (nota 7)

Jota Silva saiu do banco aos 55 minutos para resolver a eliminatória a favor do Vitória de Guimarães. No lance do golo mostrou competência, ao encostar sem problemas. Mas, o extremo fez muito mais que isso, já que empurrou a sua equipa para zonas mais próximas da baliza contrária. Sempre no estilo batalhador e veloz, solicitando a bola no espaço para poder explorar as costas da defensiva adversária.

As notas dos jogadores do Vitória: Charles (6), Jorge Fernandes (5), Manu Silva (6), Tomás Ribeiro (5), Miguel Maga (6), Tiago Silva (5), Dani Silva (6), Ricardo Mangas (6), João Mendes (5), Nuno Santos (5) e André Silva (5). Suplentes: Alberto Costa (-), Tomás Handel (5), Nélson da Luz (5) e Jota Silva (7).