Odegaard antevê FC Porto: «Percebemos o que temos de fazer de diferente»
Martin Odegaard é o capitão dos gunners (IMAGO)

Odegaard antevê FC Porto: «Percebemos o que temos de fazer de diferente»

Capitão do Arsenal sublinha que os 'gunners' estão preparados para o duelo com os dragões; vinca o «respeito» que tem por Pepe, antigo colega no Real Madrid

Martin Odegaard fez, esta segunda-feira, a antevisão ao duelo do Arsenal com o FC Porto, a contar para a segunda mão dos oitavos de final da Liga dos Campeões, agendado para esta terça-feira, no Emirates Stadium.

O capitão dos gunners falou sobre o último jogo dos londrinos, diante do Brentford (2-1), destacando o bom momento que a turma de Arteta atravessa e motivação em alta do atual líder da Premier League: «Retirámos muitas coisas positivas desse jogo, acho que foi um bom teste para o jogo de amanhã [contra o FC Porto]. Tivemos de lidar com situações diferentes, muitas perdas de tempo, muitas interrupções... Tivemos de controlar as nossas emoções ao longo do jogo e acho que o fizemos de forma brilhante. Agora estamos na liderança da Premier League, e temos de continuar neste bom momento. É esse o nosso objetivo.»

«Todas as grandes equipas jogam com enorme pressão. Acho que quando jogamos na liga em que jogamos, e na Liga dos Campeões, há muita pressão, e temos de saber lidar com ela. Faz parte do futebol, e acho que já estamos habituados a isso. Nós gostamos dessa pressão. Acho que somos uma equipa melhor [em relação à época passada], fizemos boas contratações, mas também ganhámos experiência e aprendemos, e estamos a usar isso a nosso favor esta temporada», vincou, acerca da pressão sentida pela jovem equipa do Arsenal em jogos de maior cartaz.

Sobre a primeira mão, que terminou com um triunfo azul e branco (1-0), o criativo norueguês frisa que não foi uma boa exibição dos londrinos, mas garante que o objetivo é anular a desvantagem na eliminatória: «[No Dragão] não fizemos o nosso melhor jogo. Não fomos suficientemente bons com bola, e olhámos para tudo isso no final do jogo. Falámos todos e percebemos o que tínhamos de fazer de diferente. Mostrar um lado diferente amanhã é motivação suficiente para nós, por isso estamos preparados para o jogo. Sempre que jogamos queremos mostrar algo. Lá, acho que não fizemos nenhum remate à baliza, não foi o nosso jogo, e é isso que queremos mudar amanhã. Sabemos da nossa qualidade quando estamos no nosso melhor. Acredito que vá estar um grande ambiente no estádio.»

Acerca de Pepe, central dos dragões com que jogou no Real Madrid, Odegaard sublinha que nutre «imenso respeito» pelo internacional português: «Conheço-o desde os tempos do Real Madrid. É uma excelente pessoa, e tenho muito respeito por aquilo que ele continua a fazer com a sua idade. É um grande jogador. Agressivo, forte nos duelos, um grande defesa e um grande jogador. Está a jogar por mais tempo do que eu estava à espera, para ser honesto. Acho que foi sempre muito profissional, a tratar bem o seu corpo e a trabalhar no duro. Ele ajudou-me em muitas coisas no Real Madrid», rematou.