Laporta explica polémica convocatória para Antuérpia: «Era team-building»
Joan Laporta (IMAGO/ZUMA Wire)

Laporta explica polémica convocatória para Antuérpia: «Era team-building»

INTERNACIONAL18.12.202316:06

Presidente do Barcelona fala sobre chamada à última hora de Lewandowski, Araujo e Gundogan

O presidente do Barcelona, Joan Laporta, explicou a recente confusão em torno da convocatória para Antuérpia, último jogo da fase de grupos da Liga dos Campeões.

Numa primeira fase o treinador Xavi Hernández quis fazer descansar pesos pesados ​​como Lewandowski, Araujo, Gundogan e De Jong, mas no final apenas o neerlandês ficou em Barcelona, com febre, enquanto os restantes foram incluídos na lista à última hora. 

Informações da altura garantiram que foi um pedido de Laporta ao treinador, que pretendia descansar os jogadores depois da esgotante derrota com o Girona por 2-4.

Em entrevista à agência Efe, Laporta recusou a imposição e falou em «decisão consensual: «Quisemos chegar um consenso com o treinador e Deco [diretor desportivo] e tentar fazer um team building [fortalecer relações num grupo ou empresa]. A viagem era longa e os fisioterapeutas recomendaram passar lá a noite. Os jogadores preferiam voltar depois do jogo, mas acabámos por ficar, já que de acordo com os médicos o descanso era o mais adequado.»