Antevisão Sporting-Tondela: Reedita-se a Taça da Liga na Prova Rainha
Paulinho, Homem do Jogo frente ao Dumiense. Foto: IMAGO/Maciej Rogowski

Antevisão Sporting-Tondela: Reedita-se a Taça da Liga na Prova Rainha

NACIONAL09.01.202408:00

Encontro com pontapé de saída às 18h45

Nunca a Prova Rainha foi tão Rainha para este Sporting de Rúben Amorim. É a competição que está atravessada e que os leões tanto querem conquistar, confirmou o próprio treinador na conferência de antevisão. Trata-se ainda de uma reedição do último confronto da Taça da Liga.

Antes do Natal, o Sporting deslocou-se a Tondela e sabe bem o que vai encontrar, apesar das circunstâncias diferentes. Agora, é mata-mata e sem nada a perder para os visitantes. O favoritismo é claro para os leões no segundo jogo de 2024.

A porta de acesso para os quartos de final disputa-se a partir das 18h45 com arbitragem de Hélder Malheiro, assistido por Hugo Coimbra e Gonçalo Freire. Diogo Rosa estará no papel de quarto árbitro. O VAR vai estar a cargo de Rui Oliveira, auxiliado por Sérgio Jesus.

Favoritismo leonino

As estatísticas não enganam e dão claro favoritismo ao Sporting. Importa referir, em primeiro lugar, que este é o primeiro confronto entre os dois emblemas a contar para a Taça de Portugal.

Se olharmos só para os duelos em Alvalade, o Tondela nunca conseguiu vencer e empatou apenas em três ocasiões num total de sete jogos. Ainda assim, é uma equipa que já fez alguns golos aos leões. 19 contra... 29.

O último jogo entre Tondela e Sporting não foi nem há um mês, mas para a Taça da Liga. A 23 de dezembro, decidiu-se a fase de grupos da Taça da Liga com vitória dos leões por 2-1 e o apuramento garantido para a final-four.

O Sporting

É o líder do campeonato que entrou em 2024 com o pé direito em mão cheia. O 5-1 ao Estoril aumenta os índices de confiança (se tal ainda era possível), mas um dos grandes objetivos da temporada passa por vencer este jogo e dar mais um passo rumo à final do Jamor, a espinha encravada de Amorim.

Coates parece estar de regresso e Rafael Pontelo pode finalmente estrear-se, apesar de Rúben Amorim não o ter confirmado em conferência de imprensa. O Sporting tem chamado vários jovens aos treinos da equipa principal e esta também é a altura ideal já a pensar no atribulado mês de janeiro e nas ausências.

Na chegada os oitavos de final, o Sporting eliminou o Olivais e Moscavide e o Dumiense.

Equipa provável: Israel; Eduardo Quaresma, Goncalo Inácio e Matheus Reis; Ricardo Esgaio, Pedro Gonçalves, Hjulmand e Nuno Santos; Trincão, Paulinho e Edwards

Tática: 3x4x3

Ausências: Fresneda e St. Juste (lesão), Catamo e Diomande (CAN), Morita (Taça Asiática)

Treinador: Rúben Amorim

«Queremos muito estar na final e vencê-la porque é um dia especial para os jogadores. Ainda não conseguimos, é uma competição onde o Sporting tem tradição e temos mais responsabilidade.»

Jogador a ter em conta

Marcus Edwards a celebrar o seu segundo golo (Foto: Miguel Nunes/ASF)

Edwards - Poderia escrever Gyokeres, mas a exibição do extremo inglês frente ao Estoril é digno desta distinção. Um bis para recuperar a confiança de um jogador muitas vezes críticado por falhar na zona de decisão. Edwards, a beneficiar de uma clara parceria com Gyokeres, pode ser um dos grandes perigos à baliza beirã.

O Tondela

Uma equipa que não tem nada a perder e que é obrigada a marcar para poder sonhar ser Tomba Gigantes na Taça. Resta saber se é um dado que pode beneficiar ou complicar a vida dos comandados de Tozé Marreco.

Perspetiva-se algumas nuances face ao jogo da Taça da Liga, até porque o contexto é totalmente diferente. No passado recente, fica um empate do sexto classificado na Madeira frente ao Nacional. Antes, uma vitória pela margem mínima na reeção ao UD Oliveirense.

Na chegada os oitavos de final, o Tondela eliminou o Sp. Pombal, o 1º Dezembro e o Torreense.

Equipa provável: Ricardo, Bebeto, Abdoulaye, Ricardo Alves, Lucas Barros, Ceitil, Costinha, Luan Farias, Xavier e Roberto

Tática: 4x3x3

Ausências: Yaya Sithole (Seleção África do Sul, CAN)

Treinador: Tozé Marreco

«Nós vamos a jogo, porque senão poupávamos o dinheiro do estágio e não valia a pena ir. Vamos a jogo com as nossas melhores peças dentro da parte física que temos que gerir .»

Jogador a ter em conta

Roberto apontou o golo do empate dos tondelenses já em período de compensação. Foto: Facebook Tondela

Roberto - 12 golos em 20 jogos, é o cartão visita de Roberto para Alvalade. Coisa pouca para um avançado que está na Liga 2... É assim a grande ameaça à defesa leonina e que, caso jogue, terá uma atenção especial dentro de campo.