A análise de Duarte Gomes à arbitragem do Benfica-SC Braga: Otamendi devia ter sido expulso

A análise de Duarte Gomes à arbitragem do Benfica-SC Braga: Otamendi devia ter sido expulso

NACIONAL27.04.202420:52

Um erro em lance difícil de analisar

João Pinheiro viajou até Lisboa para dirigir o Benfica-SC Braga, que se jogou no Estádio da Luz.

Segue análise técnica aos lances mais relevantes do encontro:

2' Niakaté, na rotação após interceção legal, pisou inadvertidamente o pé de Arthur Cabral. Lance fortuito, sem imprudência do defesa do SC Braga. Bem o árbitro ao nada assinalar.

9' Aursnes estava em posição legal quando David Neres fez o passe na sua direção. O médio caiu na área adversária após abordagem legal (mãos na bola) de Matheus Magalhães. Esteve bem a equipa de arbitragem na análise à disputa. 

17' Queda de Otamendi na área do SC Braga, aparentemente sem obstrução ilegal do adversário.

28' Golo do SC Braga, com a dúvida inicial se Banza estaria ou não em posição irregular. Caso estivesse, a proximidade a Trubin, o facto de estar na linha de remate e de ter tentado jogar a bola seriam suficientes para impactar na visão e/ou ação do guardião ucraniano. Mas o franco-congolês estava em posição legal (já Álvaro Djaló estava fora do terreno de jogo, mas não interferiu com os adversários). Excelente análise do árbitro assistente.

33' O jogo teve de ser interrompido devido ao arremesso de tochas por parte de alguns adeptos do Benfica. 

42' Aursnes falhou clara oportunidade de golo, na sequência de cruzamento da direita. O norueguês estava em jogo.

45+1' Otamendi, ao saltar, atingiu o rosto de Zalazar com o cotovelo esquerdo, sendo visível a consequência que a infração teve para a integridade física do adversário. É compreensível que, em campo, a ação tenha escapado a João Pinheiro, mas a verdade é que o gesto do argentino foi evitável, desnecessário e pareceu francamente intencional. Na nossa opinião, a decisão correta seria exibir-lhe o cartão vermelho. 

45+3' Aursnes e Banza usaram os braços para marcação mútua, em lance na área encarnada. O avançado caiu ao sentir contacto na zona do pescoço/rosto, que em nossa opinião não foi faltoso. A lesão surgiu depois, quando foi tocado de forma inadvertida pelo pé de um colega (Álvaro Djaló).

57' Arthur Cabral, em movimento, chocou com o corpo de Paulo Oliveira, que tinha posição ganha e não cometeu infração na sua área. Esteve bem João Pinheiro ao nada assinalar.

76' Paulo Oliveira, dentro da sua área, desviou a bola com a ponta do pé direito, sem cometer falta sobre Marcos Leonardo. Esteve bem a equipa de arbitragem ao permitir que o jogo prosseguisse.

77' João Moutinho lesionou-se, mas foi o médio do SC Braga quem atingiu a perna direita de Florentino Luís de forma notoriamente negligente. Esteve bem o árbitro ao adverti-lo.

82' Cher Ndour não terá saído do terreno pela zona mais próxima onde se encontrava (no processo de substituição), sendo advertido por esse motivo.

83' João Pinheiro equivocou-se ao não assinalar rasteira de Niakaté  sobre Marcos Leonardo junto à área bracarense. Na sequência, o SC Braga realizou contra-ataque perigoso para a baliza de Trubin.

85' Golo do Benfica, da autoria de David Neres, a concluir jogada legal da equipa encarnada.

89' Victor Gómez atingiu, com a sola da bota, o gémeo esquerdo de Di María de forma perigosa para a integridade física do adversário. A entrada grosseira, apesar de não parecer maliciosa, foi bem sancionada com cartão vermelho direto.

90+5' Kokçu "quis" ser advertido, porque seguramente saberia que sua ação (aquando da execução de um lançamento lateral) não podia deixar outra alternativa a João Pinheiro.

90+5' Golo de Marcos Leonardo, na sequência de dividida legal com Niakaté (ambos usaram as mãos na marcação). Lance bem validado.

90+8' Vítor Carvalho pontapeou a perna de Tiago Gouveia de forma negligente. Viu o amarelo com justiça.

NOTA: 4

Vídeos

shimmer
shimmer
shimmer
shimmer