«Não me dói a anca nem o pé»
Desde o Open da Austrália de 2023 que Nadal não competia

«Não me dói a anca nem o pé»

TÉNIS04.01.202414:02

Espanhol está feliz e sem dores, no regresso às vitórias e às manias

Seja porque o corpo corresponde, seja porque está feliz por poder voltar a fazer aquilo que mais gosta, Rafael Nadal é todo sorrisos na trajetória imaculada do ATP 250 de Brisbane.  «A anca não me incomoda e o pé está a responder», explicou após ter ultrapassado o australiano Jason Kubler de forma simples: 6/1 e 6/2 e ter seguido para os quartos de final. «Estive um ano sem a tensão de um verdadeiro jogo, o que faz com que muscularmente esteja cansado. O importante é que a anca não me incomoda», repetiu, antes de continuar:  «E o pé responde, o que foi sempre um dos meus problemas. Posso mexer-me sem limitações. Isso faz-me feliz e, claro, faz-me jogar melhor».

O próximo adversário do espanhol de 37 anos, que não competia há um ano, e ocupa o 672.º lugar do ranking, será outro australiano, Jordan Thompson, 55.º do mundo, naquele que será o terceiro confronto entre ambos, com o maiorquino a ter vencido os dois anteriores.

Nadal voltou 559 dias depois

Nadal está, como muitos dizem na tour de despedida, e, por isso, o espetáculo está de volta aos grandes palcos, com o vencedor de 22 Grand Slams a regressar ao court e às suas religiosas superstições , não se esquecendo de alinhar as garrafas de água da praxe. Para já, as dores, a longa recuperação e as frustrações ficaram em 2023.