Nadal reforça que não é «hipócrita» no que toca à igualdade salarial entre géneros
(IMAGO)

Nadal reforça que não é «hipócrita» no que toca à igualdade salarial entre géneros

TÉNIS16.02.202416:55

Tenista espanhol defende a« igualdade de oportunidades» e que esta não deve ser »presenteada»

Rafael Nadal, um dos maiores tenistas de sempre, vencedor de 22 torneios do Grand Slam, voltou a comentar o tema da igualdade salarial entre homens e mulheres.

«Não sou hipócrita! Não gosto de ser hipócrita apenas porque é mais fácil dizer esse tipo de coisas, sem ser sincero. Defendo a igualdade de oportunidades, mas não salarial. Para que? Se me perguntas se sou feminista eu direi que sim. Se o significado de feminista é opinar que homens e mulheres merecem exatamente as mesmas oportunidades, sim, sou feminista. Tenho uma irmão, tenho mãe, mulher. O feminismo é um termo levado ao extremo. Claro que eu quero a igualdade. A igualdade não é presentear. Para mim, a igualdade é que se Serena Williams gerar mais receita do que eu, é justo e quero que ela ganhe mais do que eu», projetou o tenista espanhol em entrevista dada a um órgão de comunicação do seu país.

Rafael Nadal expressou ainda a sua insatisfação com a indústria do desporto ao observar que as mesmas oportunidades e facilidades não são oferecidas a homens e mulheres, algo que considera inaceitável. «Achas que posso pensar que um homem porque é homem é mais importante e tem que ganhar mais do que uma mulher? Claro que o setor público deve dar a mesma oportunidade a um homem e a uma mulher... Mas se você me disser que o 50.º no mundo do ténis tem que ganhar o mesmo que Djokovic, eu te direi que não é o caso . No final, temos que dizer que todos têm que ganhar o mesmo por decreto. Esse é outro debate que podemos ter», concluiu.