«Decidimos jogar andebol a sério e foi fantástico»
Paulo Jorge Pereira, selecionador nacional de andebol celebrou apuramento de Portugal (Europeu)

«Decidimos jogar andebol a sério e foi fantástico»

ANDEBOL13.01.202421:32

Paulo Jorge Pereira orgulhoso do jogo de Portugal frente à Rep. Checa

Portugal venceu a Rep. Checa por 30-27 na segunda jornada da fase de grupos do Europeu de andebol e no final Paulo Jorge Pereira mostrou-se orgulhoso dos jogadores.

«Hoje decidimos jogar andebol a sério e foi fantástico. Estivemos muito bem na tomada de decisão. Eu costumo dizer que o bom erro é permitido e tivemos aqui alguns. Quando os jogadores conseguem chegar ao seu limite e erram, mas ainda conseguem ser criativos, isso para mim nem é erro», sublinhou o selecionador, citado pela Lusa.

O técnico sublinhou que se viu em campo o trabalho que tem vindo a ser feito nos treinos, muito focado numa defesa que ficou privada de vários atletas importantes neste Europeu e enalteceu também a exibição de Diogo Rêma, jovem guarda-redes de 19 anos.

«Tivemos uma grande exibição do Rêma, mas a defesa também o ajudou imenso. Temos alguns jogadores deslocados das posições em que costumam defender, por causa da ausência de jogadores chave, e há relações que só surgem com o tempo. Temos insistido muito na defesa, mesmo na preparação teórica, e parece que acertámos».

O treinador português falou ainda sobre a exibição de Martim Costa, que terminou o jogo com 11 golos, depois de não ter marcado nenhum na estreia frente à Grécia.

«Um dia destes conto-vos a curiosidade em relação ao Martim, que esteve fantástico. Mas eu sempre confiei muito nele. No primeiro jogo, houve vários jogadores que não se encontraram e ele foi um deles. E até podia ter ficado de fora porque o Gonçalo Vieira também tem treinado bem e conta muito para nós», finalizou.