«Chorei depois de perder com Djokovic nas ATP Finals de Turim»
Djokovic e Carlos Alcaraz nas ATP Finals de Turim (IMAGO / Marco Canoniero)

«Chorei depois de perder com Djokovic nas ATP Finals de Turim»

TÉNIS21.02.202408:53

Carlos Alcaraz admite que gostaria de voltar a defrontar o compatriota Rafael Nadal e deixou promessa

Carlos Alcaraz, tenista espanhol de 20 anos, foi confrontado sobre quando foi a última vez que chorou após uma derrota.

Djokovic e Carlos Alcaraz nas ATP Finals de Turim (IMAGO / Marco Canoniero)

«Tive várias derrotas que foram dolorosas para mim, como frente a Zverev e Djokovic nas ATP Finals e Nicolas Jarry em Buenos Aires. A última vez que chorei? Não tenho a certeza, mas diria que depois de perder com Djokovic nas meias-finais das ATP Finals de Turim [novembro de 2023]», começou por referir, em entrevista à Marca.  

O número dois do mundo confessa que gostaria de voltar a jogar com o compatriota Rafael Nadal: «Claro que gostaria, fosse onde fosse. Gostaria de competir contra ele e viver uma ou duas vezes mais esse cara a cara na quadra. Seria incrível.»  

Carlos Alcaraz (Imago)

Nadal disse recentemente que Djokovic é o melhor tenista da história: «Cada um tem a sua perceção das coisas. Para uns Djokovic é melhor, para outros é o Rafa, para outros é Federer. O Rafa disse que é o Djokovic a nível de números e isso eu também acho. A nível de números, Djokovic é o melhor da história. Creio que dizer que alguém é o melhor vai além dos números. Os três melhores estão aí e são todos enormes.»  

Alcaraz tem várias tatuagens e deixou uma promessa: «Se ganhar o Open da Austrália, Roland Garros ou Jogos Olímpicos faço mais uma. Faria outra no tornozelo.»  

Carlos Alvaraz. Foto: IMAGO/LaPresse

O jovem atleta não pensa nos 24 títulos de Grand Slam de Djokovic: «É pensar demasiado. É algo que procuro, obviamente, e quem é que não procuraria esse número ou até mais? Mas é algo grande demais para pensar.»