Austrália: Djokovic passeia para os quartos à boleia do jogador mais descontraído do ATP
Mannarino e Djokovic (Imago)

Austrália: Djokovic passeia para os quartos à boleia do jogador mais descontraído do ATP

TÉNIS21.01.202409:38

Sérvio teve o jogo mais fácil nos oitavos de final

6-0, 6-0, 6-3. Um resultado improvável nos oitavos de final do Open da Austrália mas alcançado esta noite pelo número 1 mundial Novak Djokovic.

Foi o seu  jogo mais fácil até agora, ‘despachado’ em 1h46, frente ao francês Adrian Mannarino, de 35 anos, e que encara de forma diferente a presença no ATP tour. O francês não usa patrocínios, joga com tensão diferente na raquete e nem gosta de saber quem são os adversários. E chegou a ronda depois de levar todos os encontros anteriores a cinco sets.

Para ser ver o nível de descontração, quando sofria uma ‘bicicleta’, com duplo 6-0, apenas se podia rir num dos descansos, tendo até levado as mãos aos olhos a fazer zeros. 

Quando finalmente ganhou um jogo – fez 1-1 no terceiro set, as bancadas aplaudiram fortemente de pé. 

Mesmo Djokovic disse estar desconfortável e queria mesmo perder um jogo para retirar a pressão. «Queria muito perder um jogo, porque a tensão era muito grande no público e eu precisava de tirar isso da minha cabeça e voltar a focar-me no encontro», confessou na flash-interview em campo.

O sérvio qualifica-se para os quartos de final do Open da Austrália pela 14.ª vez na carreira sendo, ao todo, a 58.ª vez que atinge o top 8 de um Slam igualando Roger Federer.

Nos quartos-de-final, Djokovic vai encontrar o americano Taylor Fritz, que bateu o grego Stefanos Tsitsipas.