Van der Poel vence em Gavere em novo duelo com Van Aert e Pidcock
Mathieu van der Poel, Wout van Aert e Thomas Pidcock no pódio em Gavere (IMAGO/ Photo News)

Van der Poel vence em Gavere em novo duelo com Van Aert e Pidcock

CICLISMO26.12.202316:31

Pentacampeão mundial assumiu liderança na primeira volta; Belga terminou em segundo e o britânico conseguiu terceiro lugar depois de se atrasar até ao 25.º lugar

Mathieu van der Poel está num momento de forma inigualável e venceu a décima etapa da Taça do Mundo em Gavere, na Bélgica. Wout van Aert terminou em segundo lugar e Thomas Pidcock registou grande recuperação para conseguir o último lugar do pódio. O britânico teve alguns incidentes e chegou a descer à 25.ª posição, mas conseguiu recuperar e ultrapassar Joris Nieuwenhuis para conquistar a terceira posição nos últimos metros.

Num evento que voltou a reunir os ‘três grandes’ do ciclocrosse, Van der Poel não só ganhou a sua quarta corrida na temporada, todas consecutivas, mas também voltou a fazê-lo de forma dominante. 

Ao contrário do que se passou na prova de Antuérpia, na volta inaugural Van der Poel já estava na primeira posição com uma vantagem de oito segundos para o arquirrival Van Aert, apesar das tentativas deste de manter o ritmo do líder. Mesmo destacado, o corredor dos Países Baixos não facilitou e continuou a aumentar a distância para o belga 

A prestação do neerlandês foi de tal forma imperial que à terceira volta não só estava 42 segundos à frente de van Aert, como estava a dar voltas de avanço a outros corredores. No caso do costa-riquenho Felipe Nystrom, chegou mesmo a ser empurrado pelo detentor da camisola arco-íris.

No final, o pentacampeão mundial destacou a dificuldade das condições da prova. «Foi um dia muito difícil. A lama estava muito pegajosa e era cada vez mais difícil controlar a bicicleta a cada volta», sublinhou.

«É muito difícil seguir o primeiro num percurso como este. É muito melhor andar na frente e escolher as nossas próprias trajetórias. A corrida foi tão difícil que foi melhor encontrar o meu próprio ritmo desde o início», acrescentou.