Vítor Pereira reclama mais de 1 milhão e 400 mil euros ao Corinthians
(IMAGO)

Vítor Pereira reclama mais de 1 milhão e 400 mil euros ao Corinthians

INTERNACIONAL02.02.202420:32

Técnico avançou com processo no Tribunal Regional do Trabalho 2, em São Paulo

Vítor Pereira avançou com um processo no Tribunal Regional do Trabalho 2, em São Paulo, contra o Corinthians, que treinou em 2022. O site brasileiro Globo Esporte refere que o treinador, a caminho Al Shabab da Arábia Saudita, reclama mais de um milhão e 400 mil euros, relativos ao FGTS (Fundo de Garantia do Tempo de Serviço), férias e 13.º mês, durante os quase nove meses em que esteve no conjunto de São Paulo.

O contrato assinado entre o treinador e o Corinthians vigorou entre março e dezembro de 2022 e previa o valor total mínimo de 2,8 milhões de euros. Em março de 2023, o técnico português reclamou do Corinthians numa missiva o remanescente entre o que recebeu e o que estava previsto como mínimo total. Esse valor andava à volta de 480 mil euros.

Em resposta ao técnico, o clube disse reconhecer dívida de 44 mil euros. Acrescentando, ainda, que no valor que lhe era pago mensalmente, incluía verbas de fundo de garantia. Os advogados de Vítor Pereira alegam a impossibilidade de os valores referentes ao FGTS já estarem englobados no contrato e o que estava previsto no instrumento era apenas as horas extras referentes a jogos e viagens. Assim, o português reclama agora o valor total de 1,4 milhões de euros, já com férias, 13.º mês, fundo de garantia e multas pelo não cumprimento do pagamento.

Vítor Pereira deixou o Corinthians com 26 vitórias, 21 empates e 17 derrotas em 64 jogos, um aproveitamento de 51,6%. Seguiu-se, posteriormente, uma curta passagem pelo Flamengo.