V. Guimarães: lesão de Handel promove regresso de André
André vai cumprir castigo. Foto: Vitória Sport Clube

V. Guimarães: lesão de Handel promove regresso de André

NACIONAL18.02.202417:16

Médio, de 23 anos, fraturou o nariz e foi obrigado a parar; porta da titularidade abriu-se para André cinco meses depois; instabilidade física não tem ajudado o jogador, de 34 anos.

André não está a ter uma temporada consistente, com vários problemas físicos, nomeadamente musculares, a contirbuírem para uma instabilidade na sua utilização. No entanto, este sábado, em Portimão, o médio regressou às escolhas iniciais do Vitória de Guimarães cinco meses depois. Isto porque com Álvaro Pacheco apenas tinha sido utilizado em 26 minutos, divididos por três jogos.

O médio, de 34 anos, teve a primeira oportunidade com o técnico, de 52 anos, na visita ao reduto do Portimonense, da 22.ª jornada da Liga, que terminou com um empate a uma bola. Mas, André foi o primeiro jogador a ser substituído (62 minutos), provavelmente por não se encontrar nas melhores condições em termos de ritmo e de entrosamento com a equipa, para dar o seu lugar ao jovem Carlos que costuma ser - após a venda de Dani Silva para o Verona de Itália - a escolha primordial quando é necessário mexer no centro do terreno.

Álvaro Pacheco decidiu colocar André que apenas teve disponível em 12 dos seus 19 jogos no comando técnico dos vimaranenses. O treinador, apenas utilizou o médio em três encontros - no total dos tais 26 minutos: Um minuto na visita ao Farense (2-1); seis na deslocação ao reduto do SC Braga (1-1); e dezanove em Barcelos com o Gil Vicente (0-1). Agora, com o Portimonense, André esteve em campo mais dez minutos do que o dobro do tempo de utilização dado pelo técnico até então.

Tomás Handel foi baixa de última hora, sendo que a fratura dos ossos do nariz deve ter ocorrido durante um dos últimos treinos da semana e, por isso, não houve a possibilidade de amenizar os efeitos, com uma máscara. Porém, essa passa a ser uma alternativa para que o médio, de 23 anos, possa ser opção na próxima partida dos conquistadores. O Vitória de Guimarães regressa ao Estádio D. Afonso Henriques para medir forças com o Casa Pia, na 23.ª ronda do Campeonato.

Outra novidade no boletim clínico do Vitória foi a ausência de informação sobre o central venezuelano Mikel Villanueva que, assim, pode estar de regresso ao trabalho normal e tornar-se em mais uma solução para Álvaro Pacheco nos próximos tempos. Recorde-se que o defesa, de 30 anos, também está fora das opções há mais de cinco meses. O último jogo em que participou foi na deslocação ao Estádio da Luz, na 1.ª volta da Liga, a 2 de setembro.