Supertaça de Itália: Inter e Nápoles disputam troféu
Inter e Nápoles disputam a Supertaça de Itália. Foto IMAGO/Fotoagenzia

ANTEVISÃO Supertaça de Itália: Inter e Nápoles disputam troféu

INTERNACIONAL22.01.202410:30

Joga-se em Riade, na Arábia Saudita, a primeira medalha da época

Inter e Nápoles vão jogar, a partir das 19 horas desta segunda-feira, a Supertaça de Itália, em Riade, na Arábia Saudita.

As meias-finais ditaram que napolitanos e nerazzurri, que venceram, respetivamente, campeonato e taça na passada temporada, jogariam a competição. São duas equipas, porém, em momentos muito diferentes.

O Nápoles venceu a Fiorentina por 3-0, mas a época não tem corrido de feição ao conjunto de Walter Mazzarri. Nono lugar no campeonato, eliminação humilhante da taça e só venceu dois dos últimos seis jogos que disputou. São momentos de instabilidade para uma equipa que, a isto tudo, junta a ausência da maior figura, Victor Osimhen, nigeriano que está ao serviço de José Peseiro no CAN.

O técnico napolitano vê neste encontro um possível ponto de viragem para a temporada. «Para mim é um jogo importante, mas ainda é mais para a equipa. Uma vitória frente ao Inter daria a todos mais moral, até para o campeonato», diz o técnico, que sabe que defronta um rival numa fase muito diferente...

Os atuais campeões em título estão em nono, a 20 pontos do Inter, atualmente segundo classificado da Serie A mas com menos um jogo que a Juventus. Os nerazzurri, que também já saíram da taça às mãos do Bolonha, têm vencido e convencido, com golos, a melhor defesa da liga italiana e com exibições intensas e físicas. A última vitória, f3-0 frente à Lazio, foi mais uma demonstração dominante daquilo que a equipa de Milão tem sido capaz.

Simone Inzaghi recusa, porém, baixar a guarda. «Frente à Lazio, fizemos um grande jogo que nos permitiu chegar à final. Enfrentamos um adversário valioso, o Campeão de Itália, vamos disputar um jogo importante», afirma, adicionando que, apesar de alterar o esquema tático, o Nápoles continua a ter qualidade, especialmente, tendo em conta o desgaste físico da equipa devido às várias competições: «Mudaram a formação e alguns jogadores, mas continuam a ser uma equipa de qualidade. Têm mais-valias nos homens do ataque e do meio campo, temos de ter cuidado e distância. Vamos ter um jogo importante, será difícil em termos de gasto energético.»

Duas equipas com grandes valores, mas em fases diferentes em termos exibicionais, podem fazer a diferença, num encontro em que o Inter procurará manter o controlo e, no confronto físico, superiorizar-se ao Nápoles.