«Sinto a equipa cada vez mais forte»

«Sinto a equipa cada vez mais forte»

NACIONAL22.12.202314:32

A antevisão de Álvaro Pacheco ao jogo com o Rio Ave, no sábado

O Rio Ave não perde há cinco jogos, mas vem de quatro empates consecutivos, espera um adversário fechado no D. Afonso Henriques? «Espero um Rio Ave à imagem do que é o seu treinador e do que é o trabalho ao longo dos últimos anos. Uma equipa que já joga junta há muitos anos, com uma identidade muito própria. Um treinador que trabalha bem e não só no Rio Ave. Tem feito um trabalho excelente.Temos de saber o que fazer para levarmos o triunfo. Mas, vai ser um jogo difícil.»

O que é que tem de fazer diferente do jogo do Bessa para conquistar os três pontos? «Temos de continuar a ser nós. No último jogo ficamos com a sensação de podíamos ter trazido mais pontos. Somos as experiências e o passado e temos de dar continuidade à evolução da equipa. Em casa e tenho a certeza que vai estar uma casa fantástica, cheia com os nossos adeptos e terminarmos o ano com uma vitória e fazer os 29 pontos é objetivo.»

Passar o ano em 4.º lugar serve de incentivo para a equipa? «Para nós o incentivo é a conquista dos três pontos e isso é o que está em disputa amanhã. O que é a classificação passa ao lado, pois temos de olhar jogo a jogo e isso é o que interessa. Claro que olhar para cima e podermos aproximar-nos dos lugares da frente, deixa-nos orgulhosos.»

João Mendes e André Silva estão recuperados e podem ir a jogo? «Sinto cada vez mais que a equipa está forte. Sinto que é importante termos todos os jogadores disponíveis para ajudarem a equipa. Temos de ter uma equipa forte e sei que o Vitória vai entrar em campo para ganhar. Independentemente dos nomes que possam estar em campo, o importante é o Vitória e a equipa.»

É o último jogo do ano. É especial? «É um jogo especial, numa altura bonita, em que depois do jogo vamos estar com as nossas famílias e passar um período bom com os que amamos. E irmos para esses almoços e jantares com uma vitória é diferente. Como costumo dizer: a cara de quem perde, não é a cara de quem ganha.»

Então a melhor prenda é a vitória? «Sim. É a melhor para a nossa família, no seio da equipa, poder alcançar os 29 pontos e terminarmos o jogo em festa. Mas, para isso temos de ser Vitória amanhã.»

Que adversário espera amanhã? «Um adversário que ao longo do campeonato tem tido períodos de altos e baixos. Agora está num momento muito bom. Se não formos capazes de impor o nosso jogo, o Rio Ave vai sair daqui com o que pretende. É uma equipa que sabe aproveitar o espaço e que sem bola é muito agressiva.»

Tiago Silva referiu que se tem especializado na cobrança das bolas paradas e a equipa já conta com alguns golos na sequência desse momento. Dá importância especial às bolas paradas? «Todos os momentos são importantes no futebol, pormenores são determinantes e as bolas paradas são isso mesmo. Trabalhamos muito isso. Ter jogadores que batem bem é essencial para ter sucesso e também jogadores que ataquem bem o espaço e a bola para fazerem o golo.»