Jorge Braz promete «empenho e seriedade» para o jogo diante da Geórgia
Jorge Braz espera terminar a Ronda de Elite invicto. Foto: FPF

Jorge Braz promete «empenho e seriedade» para o jogo diante da Geórgia

FUTSAL19.12.202317:30

Selecionador nacional desvaloriza qualificação alcançada a uma jornada do fim e afirma que só com uma entrada ' à Portugal' é que pode dar a vitória diante da seleção georgiana

Portugal realizou o último treino no Tbilisi Sports Palace, com vista a preparação para o encontro desta quarta-feira (14h) com a Geórgia, o último da Ronda de Elite de acesso ao Campeonato do Mundo de 2024. 

O selecionador nacional, Jorge Braz,  fez a antevisão da partida e revelou que, apesar da já estar assegurada a qualificação para o Mundial, Portugal vai entrar em campo com o máximo empenho e seriedade: «Desde o início que definimos o objetivo de garantir 18 pontos. Apesar de o grande objetivo estar alcançado, não nos desviamos do nosso caminho. É mais um jogo, a Seleção Nacional obriga-nos a uma seriedade, empenho e respeito totais. O fundamental é sermos nós próprios, com a nossa identidade. Estamos a preparar o jogo da mesma forma como preparámos os outros cinco, com enorme seriedade. Reunimos toda a informação da Geórgia, estamos muito atentos à equipa que eles vão apresentar. Está tudo preparado e estamos com muita vontade de jogar e fechar a qualificação com os 18 pontos», começou por dizer.  

Sobre o próximo adversário, o selecionador nacional destacou a exigência da partida e deixou elogios à vertente ofensiva apresentada no decorrer da qualificação: «A Geórgia tem tido uma variabilidade de jornada a jornada, em função das convocatórias. É uma equipa que, ao longo dos cinco jogos e precisamente no jogo frente a Portugal, tem marcado sempre golos quando jogam com o quarteto georgiano. Esses jogadores são muito mais rigorosos do ponto de vista tático, agarram-se muito mais à organização coletiva. Têm um bom treinador, a equipa sabe bem o que faz, especialmente nos esquemas táticos. É uma equipa difícil, com uma série de jogadores naturalizados que apresenta um nível muito alto. É uma seleção forte, sem dúvida.»

Por fim, Jorge Braz explicou o que é necessário fazer para vencer este último jogo da Ronda de Elite: «Entrar à Portugal, sermos nós desde o início. Temos de ser racionais e equilibrados, mas a dar muita dinâmica e intensidade ao jogo. A grande questão vai ser a forma racional e intencional com que vamos atacar, evitando transições e jogo direto do adversário. Não queremos permitir momentos de instabilidade que a Geórgia possa aproveitar. Esta será uma questão decisiva, assim como os esquemas táticos deles, onde são organizados e têm muitas opções», concluiu. 

Portugal já garantiu o apuramento direto para o Mundial, que terá lugar no Uzbequistão entre 14 de setembro e 6 de outubro do próximo ano.

 Os comandados de Jorge Braz lideram o grupo E com 15 pontos, mais seis que a segunda classificada, a Finlândia, que irá disputar o play-off de acesso. Geórgia e Arménia somam três pontos.