Estoril - FC Porto: não há duas sem três ou à terceira é de vez?
Galeno, do FC Porto (à esquerda), procura ultrapassar Wagner Pina, do Estoril (à direita). Foto: Atlantico Press/Imago.

ANTEVISÃO Estoril - FC Porto: não há duas sem três ou à terceira é de vez?

NACIONAL09.01.202408:00

Canarinhos procuram a terceira vitória em três embates com os dragões, todos em provas distintas; portistas procuram vencer à terceira e manter vivo o objetivo de revalidar a Taça de Portugal

O FC Porto desloca-se esta terça-feira ao Estádio António Coimbra da Mota, recinto no qual foi derrotado há pouco mais de um mês, em encontro pelos oitavos de final da Taça de Portugal. O adversário será, por conseguinte, o Estoril, que se faz notar como um verdadeiro especialista a domar o dragão.

Para surpresa geral, os canarinhos venceram os dois confrontos com os dragões, tanto em casa do adversário como entre portas, e para duas competições diferentes, a Liga e a Taça da Liga. Falta apenas a Taça de Portugal para que o Estoril possa fazer um incrível pleno frente a um dos grandes do futebol nacional.

Um pleno que o FC Porto pretende, a todo o custo, evitar - até porque um insucesso representará deixar para trás outro objetivo da temporada, com uma eventual eliminação da Taça da Liga - até porque, tirando esta invulgar superioridade estorilista, o histórico de confrontos diretos é claramente favorável aos azuis e brancos, que venceram 40 dos 69 embates entre os dois conjuntos.

Koba Koindredi, do Estoril, com a posse da bola, pressionado por Galeno (à esquerda) e Stephen Eustáquio (à direita), ambos do FC Porto, no último embate entre canarinhos e dragões. Foto: Miguel A. Lopes/Lusa.

Estoril: Pela glória...e pelo que ainda não foi feito

Desde que Sérgio Conceição assumiu o comando do FC Porto, apenas uma equipa alcançou a proeza de derrotar os dragões por três vezes na mesma época e esse conjunto foi o Sporting de Braga, em 2020. Quatro épocas volvidas, o Estoril pode fazer história para si - e negativa para o lado do FC Porto - e pouco tem a perder, com Vasco Seabra como grande obreiro não só das duas vitórias alcançadas pelos canarinhos nos embates das duas equipas, como pela época positiva que o emblema da Linha de Cascais vem realizando até ao momento.

Vasco Seabra dá instruções à equipa do Estoril em jogo pela Liga de futebol. Foto: Atlantico Press/Imago.

Desde a chegada do técnico de 40 anos, o Estoril encetou uma franca e visível recuperação na tabela classificativa da Liga, visto que era último classificado no momento da chegada do atual líder e ao dia de hoje, com 16 jornadas realizadas, o emblema estorilista ocupa a 12.ª posição e a apenas quatro pontos do sétimo colocado, o Farense...que até goleou por 4-0 há pouco mais de uma semana, na Amoreira.

Nas Taças, o êxito tem sido também absoluto, com o conjunto da Linha de Cascais a ultrapassar as duas eliminatórias anteriores, ante Sintrense, do Campeonato de Portugal, e Mafra, da Liga 2, com segurança, e na Taça da Liga o Estoril alcançou uma histórica presença na final four da Taça da Liga, fase na qual irá defrontar o Benfica na meia final, às custas precisamente do FC Porto, que agora volta a encontrar numa final pela continuidade de ambos na Taça de Portugal.

Onze provável: Dani Figueira, Volnei Feltes, Pedro Álvaro e Eliaquim Mangala; Wagner Pina, Koba Koindredi, Mateus Fernandes e Rodrigo Gomes; Rafik Guitane, Heriberto Tavares e Cassiano.

Lesionado: Erick Cabaco 

A figura: Heriberto Tavares. Heri, como é carinhosamente conhecido, não tem sido titular na Liga desde que passou a assistir-se à ascensão de João Marques como extremo em 3x4x3, mas será nesta altura uma espécie de 12.º jogador, constantemente utilizado, e possivelmente o elemento em melhor plano na Taça de Portugal, prova na qual foi titular nas duas eliminatórias anteriores e até marcou um dos golos que permitiu à equipa virar o resultado no encontro ante o Mafra (2-1). Em virtude da rotatividade que Vasco Seabra introduz sempre que o Estoril realiza dois jogos importantes em curto espaço de tempo será, muito provavelmente, titular frente ao FC Porto e terá nova oportunidade para ser importante

O que disse Vasco Seabra, treinador do Estoril: «Quando vencemos, temos sempre coisas a corrigir, quando não vencemos temos sempre por onde corrigir. A atitude competitiva vai estar altamente ligada e teremos de os conseguir igualar nesses mesmos aspetos, na agressividade no que é a nossa capacidade de competir durante o jogo e de olharmos para o adversário».

Estoril e FC Porto defrontam-se pela terceira vez na presente temporada, todas para diferentes competições. Foto: Atlantico Press/Imago.

FC Porto - Sem margem para falhar objetivo 

Se para uma equipa com o poderio e historial dos azuis e brancos constitui uma responsabilidade natural entrar em todas as condições com o objetivo de as conquistar, a conjetura obriga os comandados de Sérgio Conceição a serem bem sucedidos na noite - que se espera fria - na Amoreira.

Neste momento com um atraso (recuperável, claro está) para os rivais Sporting e Benfica na classificação da Liga, a cinco pontos dos leões e quatro das águias, e afastado da final four da Taça da Liga após um desaire por 3-1 precisamente no palco do encontro desta terça-feira, a Taça de Portugal, tradicionalmente encarada como uma prova com peso para o dragão, é prioritária para o dragão que, recorde-se, é o atual detentor da competição.

Depois, há também o orgulho de equipa grande que está em jogo: na presente temporada, apenas Benfica e Barcelona lograram derrotar os dragões por duas ocasiões, dispondo agora o Estoril de uma oportunidade para fazer o que ainda ninguém fez e às custas dos azuis e brancos que, por certo, não quererão servir como marco histórico...de outra equipa.

Onze provável: Diogo Costa, João Mário, Fábio Cardoso, Pepe e Wendell; Stephen Eustáquio, Marko Grujic, Pepê e Galeno; Toni Martínez e Evanilson.

Lesionado: Iván Marcano.

A figura: Fábio Cardoso. Na Taça de Portugal, tem sido figura, a ponto de ter sido o...capitão de equipa dos azuis e brancos nas duas eliminatórias já disputadas, ante Vilar de Perdizes e Montalegre, ambos do Campeonato de Portugal. Agora, com o nível do adversário a subir claramente e dada a importância que o encontro encerra, deverá ter o histórico Pepe, que regressou de castigo após a expulsão em Alvalade, ao seu lado. Um apoio importante para o central de 29 anos, que cumpriu todos os minutos de competição do FC Porto na Taça e, até ver, o dragão ainda não sofreu qualquer golo na competição.

O que disse Sérgio Conceição, treinador do FC Porto: «A base está na atitude. Depois, há que explorar mais e melhor certas fragilidades do Estoril e ter em atenção aquilo em que eles nos criaram problemas. Principalmente, encontraram com facilidade os alas por dentro e os laterais atacaram a profundidade de forma eficaz, temos de nos precaver em algumas situações».