Daniel Sousa considera o início da 2.ª parte «determinante» na vitória do Arouca
Daniel Sousa, treinador do Arouca. Foto: JOSÉ COELHO/LUSA

Daniel Sousa considera o início da 2.ª parte «determinante» na vitória do Arouca

NACIONAL03.02.202418:38

Treinador do Arouca na sala de imprensa do Portimão Estádio, após a vitória (3-1) da sua equipa, frente ao Portimonense.

Na sala de imprensa do Portimão Estádio, Daniel Sousa considerou determinante nesta terceira vitória consecutiva da sua equipa, a reentrada após o intervalo. 

«Os dois golos na parte inicial da 2.ª parte e a forma como entrámos foi determinante para aquilo que foi o resto do jogo. Foi uma partida bastante conseguida, sobretudo os primeiros 15 minutos, em que conseguimos assentar bem o jogo. Depois, começámos a ceder algumas situações e perdas de bola, porque o jogo estava a parar demasiado, com a quantidade de faltas que estava a existir. Isso estava a travar um bocadinho a nossa dinâmica e tivemos um período com maiores dificuldades em assentar o nosso jogo. Para todos os efeitos criámos algumas situações, não tantas como aquelas que gostaríamos, mas criámos as suficientes para ganhar este jogo», afirmou o treinador do Arouca.

Daniel Sousa foi expulso do banco aos 90+5, quando atirou uma bola para dentro do campo, quando um jogador do Portimonense estava a efetuar um lançamento de linha lateral. Uma expulsão que o retira do banco, na próxima jornada, com o FC Porto. «O papel do treinador é feito sobretudo durante a semana. Haverá um impacto, mas o importante é que durante a semana as coisas sejam bem preparadas, para a equipa dar resposta em campo, mesmo que o treinador não esteja lá. Não acho que isso seja determinante para o próximo jogo, a minha presença ou não, o importante é a nossa presença durante a semana para prepararmos esse jogo», desvalorizou o treinador, esse facto.