«Ausência do banco não tem influência»
Daniel Sousa, treinador do Arouca. Foto: JOSÉ COELHO/LUSA

«Ausência do banco não tem influência»

NACIONAL11.02.202414:19

«As debilidades do FC Porto não são muito óbvias», diz Daniel Sousa

A cumprir um jogo de castigo, é fora do banco que Daniel Sousa vai assistir ao duelo com o FC Porto, segunda-feira, às 20h15, no Estádio Municipal de Arouca. É no contexto de uma motivadora recuperação pontual (de 6 para 25 pontos) e de três vitórias consecutivas que o treinador dos lobos fez a antevisão ao 15º encontro com os dragões, o sétimo em Arouca.

Recorde de quatro vitórias consecutivas na Liga

«As sequências valem o que valem. O que vale é aquilo que acontece na preparação para cada jogo e o que vamos apresentar no próprio jogo. Motivação extra para atingir um resultado ou uma série que sejam históricos são aspetos que não utilizamos no nosso discurso. Não é isso que procuramos, procuramos os resultados em todos os jogos e, felizmente, estes estão a acontecer graças aos jogadores.»

Debilidades do FC Porto

«As debilidades do FC Porto não são muito óbvias. É um FC Porto que está muito forte, talvez no melhor momento da época. Ainda que o resultado do último jogo [empate 0-0, com o Rio Ave] não tenha sido o que esperavam, mas o jogo foi bastante bom e conseguiu criar bastantes oportunidades, com um estilo de jogo que tem vindo a assentar nos últimos três, quatro jogos. Vem a Arouca para explorar as nossas características, explorar os espaços nas costas, tal como o Benfica fez, porque sabem como nós jogamos. O FC Porto tem velocidade na frente, quer a do Galeno, quer a do Francisco, são mais-valias que têm vindo a consolidar-se.»

Estratégia para o jogo

«Não vamos mudar o nosso registo.  O nosso objetivo é consolidar e mostrar a nossa personalidade seja em que campo for. Obviamente que temos que ter concentração total, pois qualquer falha pode custar caro perante equipas que estão a lutar por outros objetivos. Claro que corremos riscos, mas estamos preparados para eles e é correndo riscos que estaremos mais perto de poder vencer o jogo.»

Ausência do banco

«Não tem influência. O que teria influência era se me tirassem do trabalho semanal de preparar os treinos e os jogos. Obviamente que eu preferia lá estar, mas o meu staff está mais do que preparado para o fazer. O jogo continua e continuará a ser sempre dos jogadores.»

Fora da convocatória estarão os lesionados Quaresma, Kouassi e Vitinho. Boas notícias para Daniel Sousa são o regresso de Montero, após cumprir um jogo de castigo, e dos recuperados Galovic, Tiago Esgaio e Hamache. 

Bom momento do FC Porto 

«A nossa análise é que estamos perante um FC Porto bastante mais consolidado em termos de algumas dinâmicas bastante interessantes, ofensivamente e defensivamente. No último jogo, o resultado não acompanhou, mas a qualidade de jogo esteve lá. Esperamos um FC Porto difícil, sólido na organização do jogo, forte nos corredores e na profundidade, agressivo e intenso na procura dos três pontos para se manter na luta pelos lugares da frente, como é típico do seu treinador, Sérgio Conceição.»